Liberdade condicional

Testemunha de Jeová libertada na Rússia

| 8 Mai 2022

Valentina Baranovskaya e o seu advogado. Foto © DR

Valentina Baranovskaya e o seu advogado. Foto © DR

 

A 4 de maio de 2022, o Supremo Tribunal da República de Khakassia aprovou a decisão do Tribunal Distrital de Ust-Abakansky de conceder liberdade condicional a Valentina Baranovskaya, uma Testemunha de Jeová (TJ) de 71 anos. O tribunal considerou o recurso interposto pelo promotor contra a decisão da juíza do Tribunal Distrital de Ust-Abakansky, Maria Zablotskaya, de 22 de fevereiro de 2022. Alguns meses antes, esta TJ pediu liberdade condicional. O tribunal acedeu ao seu pedido, mas o procurador público Abakan V. Gasan apresentou uma queixa contra esta decisão, e esta mulher foi forçada a permanecer atrás das grades até à audiência de recurso. Isso agravou ainda mais a sua condição de saúde, já que Valentina sofreu um AVC em 2020, numa história já aqui contada pelo 7MARGENS, mas foi com enorme alegria que saiu da prisão e foi recebida por amigos.

Foi há quase três anos, em abril de 2019, que teve início um processo criminal contra Valentina Baranovskaya e o seu filho Roman Baranovsky, acusados de “participação nas atividades de uma organização ilegal”. Foi assim que os agentes da lei interpretaram a prática comum dos crentes de se reunirem e discutirem a Bíblia entre amigos. Mãe e filho receberam sentenças cruéis sem precedentes : Valentina dois anos de prisão, e Roman seis anos. Roman Baranovsky permanece preso, restando ainda cumprir cinco anos.

Atualmente, existem mais 13 Testemunhas de Jeová com mais de 60 anos na prisão. O mais velho deles é Vilen Avanesov, que completará 70 anos em 2022.

 

Sida: 60% das crianças entre os 5 e os 14 anos sem acesso a tratamentos

Relatório da ONU alerta

Sida: 60% das crianças entre os 5 e os 14 anos sem acesso a tratamentos novidade

O mais recente relatório da ONUSIDA, divulgado esta terça-feira, 29 de novembro,  é perentório: “o mundo continua a falhar à infância” na resposta contra a doença. No final de 2021, 800 mil crianças com VIH não recebiam qualquer tratamento. Entre os cinco e os 14 anos, apenas 40% tiveram acesso a medicamentos para a supressão viral. A boa notícia é que as mortes por sida caíram 5,79% face a 2020, mas a taxa de mortalidade observada entre as crianças é particularmente alarmante.

Gracia Nasi, judia e “marrana”

Documentário na RTP2

Gracia Nasi, judia e “marrana” novidade

Nascida em Portugal em 1510, com o nome cristão de Beatriz de Luna, Gracia Nasi pertencia a uma uma família de cristãos-novos expulsa de Castela. Viúva aos 25 anos, herdeira de um império cobiçado, Gracia revelar-se-ia exímia gestora de negócios. A sua personalidade e o destino de outros 100 mil judeus sefarditas, expulsos de Portugal, são o foco do documentário Sefarad: Gracia Nasi (RTP2, 30/11, 23h20).

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Bahrein

Descoberto mosteiro cristão sob as ruínas de uma mesquita

Há quem diga que este é o “primeiro fruto milagroso” da viagem apostólica que o Papa Francisco fez ao Bahrein, no início de novembro. Na verdade, resulta de três anos de trabalho de uma equipa de arqueólogos locais e britânicos, que acaba de descobrir, sob as ruínas de uma antiga mesquita, partes de um ainda mais antigo mosteiro cristão.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This