Congresso da LOC/MTC

Trabalhadores cristãos contra a regulamentação da prostituição

| 12 Jun 2022

Uma das prioridades do novo mandato da Direção da LOC/MTC é a dignificação do trabalho. Foto © LOC/MTC

Uma das prioridades do novo mandato da Direção da LOC/MTC é a dignificação do trabalho. Foto © LOC/MTC

 

O Congresso da Liga Operária Católica/ Movimento de Trabalhadores Cristãos (LOC/MTC) aprovou uma moção contra a regulamentação da prostituição e outra com o título “A Fraternidade é o nome da Paz”, aprovadas após a reeleição de Américo Monteiro como coordenador nacional da LOC/MTC. O coordenador disse à Ecclesia que “dignificar o trabalho” é uma prioridade para o novo mandato, que ficará marcado também pelo cuidado da casa comum.

O coordenador nacional da LOC/MTC referiu a “inspiração” do Papa Francisco, nomeadamente na encíclica Laudato si, e as “preocupações” da sociedade com as questões climática, projetando “dificuldades graves no futuro” que reclamam mudança de comportamentos. “É preciso encontrar respostas passando pelos nossos comportamentos, hábitos e enfrentando organizações e pessoas que só veem o lucro e não pensam no futuro das pessoas e da sociedade”, afirmou Américo Monteiro.

Na definição de linhas de ação para o mandato 2022-2025, aprovadas no Congresso que decorreu no Luso, concelho da Mealhada e distrito de Coimbra, e onde foi eleita para vice-coordenadora nacional Fátima Pinto, a LOC/MTC quer também continuar a “dignificar o trabalho”, uma preocupação que acompanha o movimento da Ação Católica há “dezenas de anos”. “É um assunto que nunca estará completo, é um caminho a melhorar cada dia em termos de respeito, dignidade, condições, meios suficientes para cuidar da família”, afirmou.

O coordenador da LOC/MTC acrescentou também que o mandato que agora inicia tem “algumas preocupações mais específicas”, que decorrem de um questionário lançado no período de preparação do congresso a mais de 200 trabalhadores. “Estamos a trabalhar os resultados, que nos demonstram um grande desconformo dos trabalhadores em relação à sua situação de vida e do trabalho”, referiu Américo Monteiro, acrescentando que as respostas indicam também “os bons resultados” que decorrem de “outro tipo de profissões que vão surgindo, mais especializadas e que as pessoas gostam”.

A expansão do movimento, envolvendo “todas as dioceses e outras onde até já existiu o movimento” é uma preocupação do coordenador nacional, que quer “pedir apoio nas dinâmicas locais” para ir “ao encontro do outro”. “Somos pessoas normais que querem acolher pessoas normais, que querem partilhar os seus valores, a sua vida e dar o seu contributo por um sociedade nova e justa”, afirmou.

 

Silêncio: a luz adentra no corpo

Pré-publicação 7M

Silêncio: a luz adentra no corpo novidade

A linguagem não é só palavra, é também gesto, silêncio, ritmo, movimento. Uma maior atenção a estas realidades manifesta uma maior consciência na resposta e, na liturgia, uma qualidade na participação: positiva, plena, ativa e piedosa. Esta é uma das ideias do livro Mistagogia Poética do Silêncio na Liturgia, de Rafael Gonçalves. Pré-publicação do prefácio.

pode o desejo

pode o desejo novidade

Breve comentário do p. António Pedro Monteiro aos textos bíblicos lidos em comunidade, no Domingo I do Advento A. Hospital de Santa Marta, Lisboa, 26 de Novembro de 2022.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Bahrein

Descoberto mosteiro cristão sob as ruínas de uma mesquita

Há quem diga que este é o “primeiro fruto milagroso” da viagem apostólica que o Papa Francisco fez ao Bahrein, no início de novembro. Na verdade, resulta de três anos de trabalho de uma equipa de arqueólogos locais e britânicos, que acaba de descobrir, sob as ruínas de uma antiga mesquita, partes de um ainda mais antigo mosteiro cristão.

Manhã desta quinta-feira, 24

“As piores formas de trabalho infantil” em conferência

Uma conferência sobre “As piores formas de trabalho infantil” decorre na manhã desta quinta-feira, 24 de Novembro (entre as 9h30-13h), no auditório da Polícia Judiciária (Rua Gomes Freire 174, na zona das Picoas, em Lisboa), podendo assistir-se também por videoconferência. Iniciativa da Confederação Nacional de Ação Sobre o Trabalho Infantil (CNASTI), em parceria com o Instituto de Apoio à Criança (IAC), a conferência pretende “ter uma noção do que acontece não só em Portugal, mas também no mundo acerca deste tipo de exploração de crianças”.

Porque não somos insignificantes neste universo infinito

Porque não somos insignificantes neste universo infinito novidade

Muitas pessoas, entre as quais renomados cientistas, assumem frequentemente que o ser humano é um ser bastante insignificante, senão mesmo desprezível, no contexto da infinitude do universo. Baseiam-se sobretudo na nossa extrema pequenez relativa, considerando que o nosso pequeno planeta não passa de um “ponto azul” situado num vasto sistema solar.

Mais do que A Voz da Fátima

Pré-publicação

Mais do que A Voz da Fátima

Que fosse pedido a um incréu um texto de prefácio para um livro sobre A Voz da Fátima, criou-me alguma perplexidade e, ao mesmo tempo, uma vontade imediata de aceitar. Ainda bem, porque o livro tem imenso mérito do ponto de vista histórico, com o conjunto de estudos que contém sobre o jornal centenário, mas também sobre o impacto na sociedade portuguesa e na Igreja, das aparições e da constituição de Fátima e do seu Santuário como o centro religioso mais importante de Portugal. Dizer isto basta para se perceber que não é possível entender, no sentido weberiano, Portugal sem Fátima e, consequentemente, sem o seu jornal.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This