Dia da Europa

Trabalhadores cristãos criticam guerra na Ucrânia

| 8 Mai 2022

Trabalhadoras da construção. Foto © josue isai ramos figueroa | Unsplash

Trabalhadores cristãos solidários com sofrimento do povo ucraniano e russo. Foto © josue isai ramos figueroa | Unsplash

 

O MTCE (Movimento de Trabalhadores Cristãos da Europa) publicou uma mensagem no âmbito do Dia da Europa, que se celebra hoje, 9 de maio, na qual alertou para o risco de a guerra na Ucrânia se transformar num conflito mundial e nuclear. “Face à guerra, será apropriado aumentar o orçamento militar e a utilização de armas? Até hoje, todas as armas teoricamente defensivas acabaram por ser principalmente armas ofensivas e, além disso, uma impressionante fonte de negócios infames”, lamenta o movimento, de que a LOC/MTC – Liga Operária Católica/Movimento de Trabalhadores Cristãos de Portugal é membro fundador.

O texto, enviado ao 7MARGENS e citado pela Ecclesia, lamenta que a celebração do Dia da Europa aconteça, em 2022, tendo “como terrível pano de fundo a guerra na Ucrânia”. “O crime na Ucrânia poderia transformar-se não só numa guerra mundial, mas também numa guerra nuclear. Como tantas vezes acontece, as pequenas vantagens a curto prazo cegam-nos completamente para a grande ameaça a longo prazo”, advertem os trabalhadores cristãos, que acrescentam a sua solidariedade para com os povos ucraniano e russo que “sofrem com esta guerra”. “Mais uma vez, são as pessoas que têm que sofrer as consequências desumanas da guerra”, lamentam.

O MTCE apela ”à oração, ao trabalho pela paz, à defesa das pessoas injustamente maltratadas e à ação para pôr rapidamente termo a este conflito”.

O texto oferece uma reflexão sobre o aparente “silêncio” de Deus perante o sofrimento humano, à luz da recente pandemia e da guerra, convidando a “recuperar o sentido da liberdade humana”. “Neste cenário de liberdade, tornamos possíveis tragédias como a da Ucrânia, mas temos a oportunidade de transformar o que está a acontecer em lições”, pode ler-se.

 

Católicos temem ausência de liberdade no debate de temas cruciais

Contributo dos Bispos Alemães para o Sínodo

Católicos temem ausência de liberdade no debate de temas cruciais novidade

As sínteses das dioceses referem a existência de “dúvidas de que uma reflexão aberta possa ocorrer dentro da igreja” num clima “livre de ansiedade” sobre “os assuntos tabus relacionado com a sexualidade (contraceção, aborto, casamento entre pessoas do mesmo sexo…)”, lê-se no relatório final que a Conferência dos Bispos Alemães (GBC, no acrónimo em língua inglesa) enviou para Roma como contributo para o Sínodo dos Bispos de 2023.

Talibãs governam Afeganistão “sem respeito pelos direitos humanos”

Um ano depois

Talibãs governam Afeganistão “sem respeito pelos direitos humanos” novidade

Há um ano, o mundo ficava em choque com as imagens que acompanhavam a saída das tropas da NATO do Afeganistão. Os receios de toda aquela população que fugia para o aeroporto a tentar apanhar um avião que os levasse para fora do país parecem ser bem fundados, segundo o relatório “O governo talibã: Um ano de violência, impunidade e falsas promessas”, publicado hoje pela Amnistia Internacional.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Evento "importantíssimo" para o país

Governo assume despesas da JMJ que Moedas recusou

A ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares, Ana Catarina Mendes, chegou a acordo com o presidente da Câmara de Lisboa sobre as Jornadas Mundiais da Juventude, comprometendo-se a – tal como exigia agora Carlos Moedas – assumir mais despesa do evento do que aquela que estava inicialmente prevista, noticiou o Expresso esta quarta-feira, 3.

Agenda

There are no upcoming events.

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This