Encontro em Penamacor

Trabalhadores cristãos ibéricos querem políticas públicas inclusivas

| 18 Fev 2022

encontro loc mtc hoac em penamacor (1200 × 900 px)

“Ser a voz dos trabalhadores dentro da Igreja” e fazer a ponte entre o mundo laboral e a Igreja é um dos propósitos saído desta reunião em Penamacor. Foto: Direitos reservados.

 

A equipa executiva da Liga Operária Católica/Movimento de Trabalhadores Cristãos (LOC/MTC) e a comissão permanente da Hermandad Obrera de Acción Católica (HOAC) defendem a existência de “políticas públicas inclusivas que respeitem as opções de cada pessoa e permitam carreiras profissionais com futuro”.

No final do encontro que, entre esta quarta e sexta-feira, 16 a 18 de Fevereiro, reuniu os líderes das organizações portuguesa e espanhola em Penamacor, os trabalhadores cristãos dos dois países quiseram também “colocar na agenda política questões relacionadas com a imigração, ecologia, mudanças climáticas e desenvolvimento sustentável”, tendo em conta que estas questões “também são prioritárias”.

No comunicado final da reunião, enviado ao 7MARGENS, as direcções da LOC/MTC e da HOAC afirmam “defender o estado de bem-estar social e uma política económica redistributiva” e a ideia de que “o desenvolvimento das novas tecnologias está ao serviço do bem comum para que o digital não se torne um novo factor de exclusão social”.

No encontro, os responsáveis dos dois movimentos analisaram a situação sociopolítica e eclesial de ambos os países e partilharam os desafios à evangelização que o mundo do trabalho apresenta actualmente.

“A pandemia agravou a situação dos trabalhadores mais precários” em ambos os países, recorda o comunicado, que acrescenta: “A crise da saúde agravou a realidade de empobrecimento e precarização no trabalho, apesar das diferentes medidas implementadas pelos governos para tentar aliviar a lacuna que se alargou entre pobres e ricos.”

Esta situação exige a garantia de “condições de saúde e segurança no trabalho de forma a eliminar o flagelo dos acidentes de trabalho” e a facilitação da conciliação entre a vida profissional e familiar, acrescenta o documento.

A realidade de ambos os movimentos de trabalhadores cristãos e os desafios que eles enfrentam leva os responsáveis ibéricos a assumir a defesa de “um trabalho decente” para todas as pessoas e o envolvimento “nas realidades mais sofridas do mundo do trabalho”.

“Ser a voz dos trabalhadores dentro da Igreja”  e fazer a ponte entre o mundo laboral e a Igreja é outro dos propósitos saído desta reunião no sentido de, como afirma o Papa Francisco, citado no comunicado, substituir a “globalização da exclusão e da indiferença” pela “globalização da esperança que nasce dos povos e cresce entre os pobres”.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Índia

Carnataca é o décimo Estado a aprovar lei anticonversão

O Estado de Carnataca, no sudoeste da Índia, tornou-se, no passado dia 15 de setembro, o décimo estado daquele país a adotar leis anticonversão no âmbito das quais cristãos e muçulmanos e outras minorias têm sido alvo de duras perseguições, noticiou nesta sexta-feira, 23, o Vatican News, portal de notícias do Vaticano.

Neste sábado, em Lisboa

“Famílias naturais” em convívio contra a ideologia de género

Prometem uma “tarde de convívio e proximidade”, um concerto, diversão e “múltiplas actividades para crianças e adultos: o “Encontro da Família no Parque” decorre esta tarde de sábado, 24 de Setembro, no Parque Eduardo VII (Lisboa), a partir das 15h45, e “pretende demonstrar um apoio incondicional à família natural e pela defesa das crianças”.

Gratuito e universal

Documentário sobre a Laudato Si’ é lançado a 4 de outubro

O filme A Carta (The Letter) será lançado no YouTube Originals no dia 4 de outubro, anunciou, hoje, 21 de setembro, o Movimento Laudato Si’. O documentário relata a história da encíclica Laudato Si’, recolhe depoimentos de vários ativistas do clima e defensores da sustentabilidade do planeta e tem como estrela principal o próprio Papa Francisco.

Promessa cumprida, pacto assinado, e agora… “esperamos por ti em Lisboa”, Papa Francisco

Terminou o encontro em Assis

Promessa cumprida, pacto assinado, e agora… “esperamos por ti em Lisboa”, Papa Francisco novidade

“Espero por vocês em Assis.” Assim terminava a carta que o Papa escreveu aos jovens em maio de 2019, convidando-os a participar na Economia de Francisco. Apesar de uma pandemia o ter obrigado a adiar dois anos este encontro, e ainda que as dores no joelho o tenham impedido de vir pelo seu próprio pé, Francisco cumpriu a sua promessa, como só os verdadeiros amigos sabem fazer. Este sábado, 24, logo pela manhã, chegou à cidade de Assis para se juntar aos mil participantes do encontro A Economia de Francisco. Escutou atentamente os seus testemunhos e preocupações, deu-lhes os conselhos que só um verdadeiro amigo sabe dar, selou com eles um pacto e até reclamou por não terem trazido cachaça (bem sabemos que é próprio dos amigos rabujar e fazer-nos rir). Mas sobretudo provou-lhes que acredita neles e que é com eles que conta para fazer do mundo um lugar melhor.

Agenda

Fale connosco

Autores