Semana Temática da LOC/MTC

Trabalhadores cristãos querem “dignificar e cuidar” da Casa Comum

| 2 Mai 2022

Alguns dos oradores na 11ª Semana Temática da LOC/MTC de Braga. Foto © LOC/MTC Braga

Alguns dos oradores na 11ª Semana Temática da LOC/MTC de Braga. Foto © LOC/MTC Braga

 

 

A 11ª Semana Temática da LOC/MTC (Liga Operária Católica/Movimento dos Trabalhadores Cristãos) em Braga terminou com a realização de um encontro presencial deste núcleo diocesano em Barcelos no passado dia 30 de abril. Neste, os presentes puderam discutir e debater o tema “Dignificar o Trabalho, cuidar da Casa Comum, e perceber de que forma o mundo do trabalho tem impacto na vida de cada um.

Sobre as conclusões, enviadas em comunicado ao 7MARGENS, o núcleo diocesano considera que “as injustiças e degradação social, são fatores que contribuem para a destruição conjunta do ser humano e da sua «Casa Comum»”, e que vale tudo para “dizimar a pessoa humana”, afirmando que o aumento do custo de vida provocado desde logo pela inflação pode “aumentar as suas [dos trabalhadores] fragilidades e dependências”. “As consequências desta situação não se fazem esperar: aumentam os tempos de trabalho, mal remunerados e sem condições sanitárias, a pressão sistemática sobre as famílias, os abortos, a redução dos números de nascimentos, a perda de contacto com os restantes trabalhadores e retiram as pessoas dos encontros formativos enquadrados no tecido associativo”, refere o comunicado.

O comunicado acusa também os empresários de oferecerem “horários longos, salários ridículos e condições péssimas”, e depois queixarem-se de “falta de mão de obra”, o que para este grupo de pessoas é estranho, já que “as desculpas de maltratar os nossos irmãos, cada vez têm menos sentido, porque se há melhores condições e vencimentos chorudos, apenas para os exploradores, porque não há para os que estão no «fim da fila»”?

Particpantes da 11ª Semana Temática organizada pela LOC/MTC de Braga. Foto © LOC/MTC Braga

Participantes da 11ª Semana Temática organizada pela LOC/MTC de Braga. Foto © LOC/MTC Braga

 

Neste sentido, os participantes exortam a que “saibamos estar próximos, perto, dos que sofrem, capazes de lhes «ligar as feridas», dos que ainda não descobriram a sua dignidade de filhos e filhas de Deus”. “Os justiceiros não podemos ser nós, mas que alguém puna as barbaridades cometidas”, pedem, explicando que a sua missão agora é “levar de casa em casa o nosso jornal Voz do Trabalho, utilizar os meios digitais que possuímos para registar (fotografar) os locais dos atentados à Casa Comum e à dignidade de quem trabalha”.

 

 

Sida: 60% das crianças entre os 5 e os 14 anos sem acesso a tratamentos

Relatório da ONU alerta

Sida: 60% das crianças entre os 5 e os 14 anos sem acesso a tratamentos novidade

O mais recente relatório da ONUSIDA, divulgado esta terça-feira, 29 de novembro,  é perentório: “o mundo continua a falhar à infância” na resposta contra a doença. No final de 2021, 800 mil crianças com VIH não recebiam qualquer tratamento. Entre os cinco e os 14 anos, apenas 40% tiveram acesso a medicamentos para a supressão viral. A boa notícia é que as mortes por sida caíram 5,79% face a 2020, mas a taxa de mortalidade observada entre as crianças é particularmente alarmante.

Gracia Nasi, judia e “marrana”

Documentário na RTP2

Gracia Nasi, judia e “marrana” novidade

Nascida em Portugal em 1510, com o nome cristão de Beatriz de Luna, Gracia Nasi pertencia a uma uma família de cristãos-novos expulsa de Castela. Viúva aos 25 anos, herdeira de um império cobiçado, Gracia revelar-se-ia exímia gestora de negócios. A sua personalidade e o destino de outros 100 mil judeus sefarditas, expulsos de Portugal, são o foco do documentário Sefarad: Gracia Nasi (RTP2, 30/11, 23h20).

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Bahrein

Descoberto mosteiro cristão sob as ruínas de uma mesquita

Há quem diga que este é o “primeiro fruto milagroso” da viagem apostólica que o Papa Francisco fez ao Bahrein, no início de novembro. Na verdade, resulta de três anos de trabalho de uma equipa de arqueólogos locais e britânicos, que acaba de descobrir, sob as ruínas de uma antiga mesquita, partes de um ainda mais antigo mosteiro cristão.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This