Até dia 30

Três dias ainda para responder ao inquérito sobre o sínodo católico

| 28 Set 21

 

Há ainda três dias para que os leitores possam responder ao inquérito do 7MARGENS sobre o Sínodo da Igreja Católica, que o Papa Francisco convocou como um processo de debate, consulta e participação e que durará até 2023.

O inquérito, como o apresentámos, pretende ser um contributo para a escuta de todos, crentes e não-crentes, sobre a situação e as perspectivas da actual situação da Igreja Católica. Aberto oficialmente em Roma no próximo dia 9 de Outubro, sábado, pelo Papa Francisco, ele será concluído daqui a dois anos, em Outubro de 2023, com uma assembleia de bispos.

Num editorial por nós publicado, sobre o ponto de partida em que nos situamos, escrevemos: “É neste enquadramento que o 7MARGENS se posiciona, relativamente ao Sínodo que está aí à porta. Não sendo nem um jornal confessional e muito menos um jornal católico, não poderia deixar de estar atento e interveniente perante um acontecimento que já foi classificado como ‘talvez o mais audacioso projecto’ do pontificado do atual Papa.”

O inquérito proposto pelo 7MARGENS aos seus leitores não leva mais do que sete minutos. Será uma forma concreta de dizer “sim” a esse apelo para que todos os interessados participem na construção de uma Igreja mais sinodal. As respostas são anónimas e destinam-se apenas a tratamento estatístico. E, como referido, apesar de este ser um tema que diz respeito à Igreja Católica, o inquérito é aberto a todos os leitores, qualquer que seja a sua posição perante a religião, tal como o próprio Papa Francisco sugeriu, dizendo que é importante escutar mesmo quem está fora da Igreja.

Até à tarde desta segunda-feira, 27, tinham sido recebidas quase 300 respostas. Até ao próximo dia 30, esperamos que muitas mais apareçam.

CLIQUE AQUI PARA PREENCHER O INQUÉRITO

 

Esta é a Igreja que eu amo!

Esta é a Igreja que eu amo! novidade

Fui um dos que, convictamente e pelo amor que tenho à Igreja Católica, subscrevi a carta que 276 católicas e católicos dirigiram ao episcopado português para que, em consonância e decididamente, tomassem “a iniciativa de organizar uma investigação independente sobre os crimes de abuso sexual na Igreja”.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Onde menos se espera, aí está Deus

Onde menos se espera, aí está Deus novidade

Por vezes Deus descontrola as nossas continuidades, provoca roturas, para que possamos crescer, destruir em nós uma ideia de Deus que é sempre redutora e substituí-la pela abertura à vida, onde Deus se encontra total e misteriosamente. É Ele, o seu espírito, que nos mostra o nosso nada e é a partir do nosso nada que podemos intuir e abrir-nos à imensidão de Deus, também nas suas criaturas, todas elas.

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This