Nigéria

Três seminaristas sequestrados em ataque armado

| 13 Out 21

nigeria seminario ataque boko haram foto acn portugal

Os assaltantes terão cercado o seminário numa altura em que os jovens estavam a rezar. Foto © ACN Portugal.

 

Três jovens seminaristas foram sequestrados na última segunda-feira, 11 de Outubro, num ataque de homens armados ao Seminário Maior de Cristo Rei, em Fayat, diocese de Kafanchan (estado de Kaduna, no centro da Nigéria, a menos de 200 quilómetros da capital federal, Abuja).

O ataque terá sido feito com “armas sofisticadas”, segundo relatos da imprensa local, depois de os assaltantes terem cercado o seminário numa altura em que os jovens estariam a rezar, segundo informações divulgadas pela fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS).

As autoridades terão impedido o rapto de outros seminaristas, depois de reagirem ao ataque, mas houve vários alunos feridos, que foram encaminhados para um hospital local. Na altura do ataque, estariam no local 132 seminaristas e uma dezena de formadores, além de pelo menos dois funcionários.

Mohammed Jalige, porta-voz do comando de polícia do estado de Kaduna, informou que teve já início uma operação de busca dos jovens raptados.

O rapto de pessoas, e nomeadamente de jovens estudantes, recorda a AIS, tem sido uma prática recorrente na Nigéria, não só devido à actuação de bandidos armados mas também de grupos terroristas, nomeadamente o Boko Haram. Um dos últimos episódios registou-se em Julho, com o sequestro de 121 jovens alunos de uma escola cristã, também no estado de Kaduna. Alguns desses jovens já foram libertados.

 

Nós somos porque eles foram. E nós seremos nos que vierem a ser.

Nós somos porque eles foram. E nós seremos nos que vierem a ser. novidade

A homenagem aos que perderam as suas vidas nesta pandemia é uma forma de reconhecermos que não foram só os seus dias que foram precoce e abruptamente reduzidos, mas também que todos nós, os sobreviventes, perdemos neles um património imenso e insubstituível. Só não o perderemos totalmente se procurarmos valorizá-lo, de formas mais ou menos simbólicas como é o caso da Jornada da Memória e da Esperança deste fim-de-semana, mas também na reflexão sobre as nossas próprias vidas e as das gerações que nos sucederão.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Parlamento aprovou voto de solidariedade com vítimas da pandemia e iniciativa cidadã

Jornada da Memória e da Esperança

Parlamento aprovou voto de solidariedade com vítimas da pandemia e iniciativa cidadã novidade

A Assembleia da República (AR) manifestou o seu apreço pela Jornada de Memória e Esperança, que decorre neste fim-de-semana em todo o país, através de um voto de solidariedade com as vítimas de covid-19 e com as pessoas afectadas pela pandemia, bem como com todos os que ajudaram no seu combate, com destaque para os profissionais de saúde.

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This