Não é considerado discriminação

Tribunal europeu determina que empresas podem proibir símbolos religiosos

| 14 Out 2022

mulheres usando veu islamico no escritorio foto pavel danylyuk pexels

O tribunal alertou que esta proibição pode “constituir uma diferença de tratamento indiretamente baseada na religião ou nas crenças” se resultar no desfavorecimento de pessoas de uma determinada religião. Foto © Pavel Danylyuk / Pexels.

 

O Tribunal de Justiça da União Europeia determinou que as empresas que proíbam os seus trabalhadores de usar símbolos visíveis das suas convicções religiosas, filosóficas ou espirituais não constitui uma discriminação direta, desde que a regra se aplique de forma geral e indiferenciada a todos os funcionários.

O acórdão foi proferido esta quinta-feira, 13, na sequência da denúncia de uma mulher muçulmana que em 2018, na Bélgica, depois de ter sido selecionada para uma vaga de emprego, acabou por perder o lugar por insistir usar o véu islâmico, noticiou o jornal La Croix.

Apesar de concluir que, se as regras das empresas realmente abrangerem qualquer sinal, pequeno ou grande, de qualquer religião ou crença, e se aplicarem a todos, isso não pode ser considerado como prova de discriminação, o tribunal alerta que tal proibição pode “constituir uma diferença de tratamento indiretamente baseada na religião ou nas crenças” se resultar no desfavorecimento de pessoas de uma determinada religião.

O tribunal assinalou ainda que a discriminação com base na “religião ou crenças” devem ser distinguida da baseada em “opiniões políticas ou de qualquer outro tipo”.

 

Corpo de Alexei Navalny já foi entregue à mãe

Nove dias após a sua morte numa prisão russa

Corpo de Alexei Navalny já foi entregue à mãe novidade

O corpo do líder da oposição russa, Alexei Navalny, foi entregue à sua mãe, informou ontem, sábado, Ivan Zhdanov, diretor da Fundação Anti-Corrupção de Navalny e um dos seus principais assessores na sua conta de Telegram. O responsável agradeceu a “todos” os que apelaram às autoridades russas para que devolvessem o corpo de Navalny à sua mãe, citado pela Associated Press.

Bispos católicos belgas vão debater sacerdotes casados e mulheres diáconos

Como preparação para a segunda sessão do Sínodo

Bispos católicos belgas vão debater sacerdotes casados e mulheres diáconos novidade

Os bispos católicos da Bélgica enviaram às dioceses e comunidades locais do seu país uma carta no dia 16 de fevereiro sugerindo a reflexão sobre dois temas ministeriais, a ordenação sacerdotal de homens casados e a instituição de mulheres diaconisas, como forma de preparação dos trabalhos da segunda sessão do Sínodo dos Bispos, que decorrerá em Roma em outubro próximo.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Cristo Cachorro, versão 2024

Cristo Cachorro, versão 2024 novidade

Invejo de morte a paixão que os cartazes da Semana Santa de Sevilha conseguem despertar. Os sevilhanos importam-se com a sua cidade, as festas e com a imagem que o cartaz projecta, se bem que com o seu quê de possessivo, mas bem melhor que a apatia. Não fossem frases como “É absolutamente uma vergonha e uma aberração” e as missas de desagravo e o quadro cartaz deste ano teria passado ao lado.

“As estatísticas oficiais subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia Cáritas

7MARGENS antecipa estudo

“As estatísticas oficiais subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia Cáritas

Ao basear-se em inquéritos junto das famílias, as estatísticas oficiais em Portugal não captam as situações daqueles que não vivem em residências habituais, como as pessoas em situação de sem-abrigo, por exemplo. E é por isso que “subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia a Cáritas Portuguesa na introdução ao seu mais recente estudo, que será apresentado na próxima terça-feira, 27 de fevereiro, na Universidade Católica Portuguesa do Porto.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This