JMJ nos Açores

Um bispo e 150 jovens a saltar no Pico para tocar o céu (fotogaleria)

| 27 Jul 2023

Há imagens de um tapete de nuvens sob os pés e as pedras, do sol a nascer, de um bispo e jovens a dar um salto, de uma noite estrelada que parece um presépio, como diz o comentário de uma pessoa no Facebook a uma das fotografias. E também um bispo a saltar e a dizer, como dirá ao repórter Ruben de Matos, da TSF, que quem vai ali “acima já não para”. Ou a querer tocar o céu.

Renato Goulart, guia de montanha na ilha do Pico, acompanhou o grupo de uma centena e meia de jovens (e alguns adultos) que, nesta segunda-feira, e durante cinco horas, subiu ao Pico, a montanha mais alta de Portugal. Como resultado dessa experiência fez as fotos que aqui ficam.

Publicadas inicialmente na sua página no Facebook, e por generosa cedência do autor, o 7MARGENS reproduz também as fotografias de Renato Goulart, agradecendo ao autor a possibilidade de publicação. Estas imagens dão conta da noite estrelada, do despertar entre sombras, nuvens e sol, e da “missa de envio” celebrada de manhã cedo a quase 2.351 metros, a altitude do Pico.

No local (e também nas “missas de envio” celebradas nas igrejas da JMJ das diferentes ilhas, os participantes assinaram o “Pacto da Montanha”, no qual afirmam: “Queremos subir às montanhas da vida às montanhas onde o outro e o mundo carecem da nossa presença e ação, subir às montanhas onde falta misericórdia e a esperança, a alegria e a vida”.

 

Subida ao Pico (Açores), de centena e meia de jovens com o bispo de Angra, Armando Esteves Domingues, no âmbito da Jornada Mundial da Juventude. Foto © Renato Goulart

Por um mundo que acolha as pessoas refugiadas

Dia Mundial do Refugiado

Por um mundo que acolha as pessoas refugiadas novidade

Dia 20 de Junho é dia de homenagearmos todos aqueles e aquelas que, através do mundo, se veem obrigados e obrigadas a fugirem do seu lar, a suspenderem a vida e a interromperem os seus sonhos no lugar que é o seu. Este é o dia de homenagearmos a força e a coragem desses homens e mulheres – tantos jovens e crianças, meu Deus! – que arriscam a vida na procura de um lugar que os acolha.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Reunião do Conselho dos Cardeais com o Papa voltou a contar com três mulheres

Uma religiosa e duas leigas

Reunião do Conselho dos Cardeais com o Papa voltou a contar com três mulheres novidade

Pela quarta vez consecutiva, o papel das mulheres na Igreja voltou a estar no centro dos trabalhos do Papa e do seu Conselho de Cardeais – conhecido como C9 -, que se reuniu no Vaticano nos últimos dois dias, 17 e 18 de junho. Tratou-se de uma reflexão não apenas sobre as mulheres, mas com as mulheres, dado que – tal como nas reuniões anteriores – estiveram presentes três elementos femininos naquele que habitualmente era um encontro reservado aos prelados.

Liga Operária Católica apela aos trabalhadores que se sindicalizem

Reunida em Seminário Internacional

Liga Operária Católica apela aos trabalhadores que se sindicalizem novidade

“Precisamos que os sindicatos sejam mais fortes e tenham mais força nas negociações e apelamos a todos os os trabalhadores a unirem-se em volta das suas associações”. A afirmação é dos representantes da Liga Operária Católica/Movimento de Trabalhadores Cristãos (LOC/MTC), que estiveram reunidos no passado fim de semana no Museu da Central do Caldeirão, em Santarém, para o seu Seminário Internacional.

Escravatura e racismo: faces da mesma moeda

Escravatura e racismo: faces da mesma moeda novidade

Nos últimos tempos muito se tem falado e escrito sobre escravatura e racismo no nosso país. Temas que nos tocam e que fazem parte da nossa história os quais não podemos esconder. Não assumir esta dupla realidade, é esconder partes importantes da nossa identidade. Sim, praticámos a escravatura ao longo de muitos séculos, e continuamos a fechar os olhos a situações de exploração de pessoas imigradas, a lembrar tempos de servidão.[Texto de Florentino Beirão]

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This