Tempo da Criação

34 dias para cuidar da casa que é de todos

| 1 Set 21

Começa esta quarta-feira, 1 de setembro, o Tempo da Criação: a celebração anual de oração e ação pela “casa comum”, em que as Igrejas cristãs de todo o mundo se unem para rezar pela criação de Deus e dinamizar ações concretas para promover a sua proteção. Este tempo especial inicia-se com uma oração ecuménica internacional e termina a 4 de outubro, festa de S. Francisco de Assis, padroeiro da ecologia.

A oração desta quarta-feira será transmitida online e poderá ser acompanhada através do canal de Youtube da iniciativa, às 12 horas de Lisboa. Subordinado ao tema “Uma casa para todos? Renovando o oikos de Deus”, este será o primeiro de muitos eventos a nível internacional e local previstos para as próximas semanas.

Associado ao tema, o símbolo do Tempo da Criação deste ano é a tenda de Abraão, que pretende representar o compromisso dos cristãos com a salvaguarda de um lugar para todos os que partilham a casa comum, à semelhança do que Abraão fez no Livro do Génesis. Assim, todos os cristãos são convidados a colocar a “tenda de Abraão” num jardim local como sinal de hospitalidade para com os excluídos, e a mesma tenda pode também ser usada nas liturgias ou outros eventos ao longo do Tempo da Criação.

A lista de eventos está disponível no site da iniciativa, bem como inúmeros materiais de apoio à reflexão e oração durante este tempo. Em Portugal, a Rede Cuidar da Casa Comum está a organizar um grande encontro, que terá lugar no dia 19 de setembro em Palmela, e onde será debatido o memorando de entendimento para o desenvolvimento do programa Eco-Igrejas Portugal, assinado no passado mês de junho por diversas Igrejas Cristãs nacionais.

O Tempo da Criação teve início em 1989 com o reconhecimento do Dia de Oração pela Criação por parte do Patriarcado Ecuménico. Em 2015, poucos meses depois de publicar sua encíclica Laudato si’  sobre o cuidado da nossa casa comum, o Papa Francisco acrescentou formalmente o Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação ao calendário católico. Em 2019, convidou oficialmente os católicos a celebrarem o período completo desta iniciativa.

 

Nós somos porque eles foram. E nós seremos nos que vierem a ser.

Nós somos porque eles foram. E nós seremos nos que vierem a ser. novidade

A homenagem aos que perderam as suas vidas nesta pandemia é uma forma de reconhecermos que não foram só os seus dias que foram precoce e abruptamente reduzidos, mas também que todos nós, os sobreviventes, perdemos neles um património imenso e insubstituível. Só não o perderemos totalmente se procurarmos valorizá-lo, de formas mais ou menos simbólicas como é o caso da Jornada da Memória e da Esperança deste fim-de-semana, mas também na reflexão sobre as nossas próprias vidas e as das gerações que nos sucederão.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Parlamento aprovou voto de solidariedade com vítimas da pandemia e iniciativa cidadã

Jornada da Memória e da Esperança

Parlamento aprovou voto de solidariedade com vítimas da pandemia e iniciativa cidadã novidade

A Assembleia da República (AR) manifestou o seu apreço pela Jornada de Memória e Esperança, que decorre neste fim-de-semana em todo o país, através de um voto de solidariedade com as vítimas de covid-19 e com as pessoas afectadas pela pandemia, bem como com todos os que ajudaram no seu combate, com destaque para os profissionais de saúde.

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This