Tempo da Criação

34 dias para cuidar da casa que é de todos

| 1 Set 2021

Começa esta quarta-feira, 1 de setembro, o Tempo da Criação: a celebração anual de oração e ação pela “casa comum”, em que as Igrejas cristãs de todo o mundo se unem para rezar pela criação de Deus e dinamizar ações concretas para promover a sua proteção. Este tempo especial inicia-se com uma oração ecuménica internacional e termina a 4 de outubro, festa de S. Francisco de Assis, padroeiro da ecologia.

A oração desta quarta-feira será transmitida online e poderá ser acompanhada através do canal de Youtube da iniciativa, às 12 horas de Lisboa. Subordinado ao tema “Uma casa para todos? Renovando o oikos de Deus”, este será o primeiro de muitos eventos a nível internacional e local previstos para as próximas semanas.

Associado ao tema, o símbolo do Tempo da Criação deste ano é a tenda de Abraão, que pretende representar o compromisso dos cristãos com a salvaguarda de um lugar para todos os que partilham a casa comum, à semelhança do que Abraão fez no Livro do Génesis. Assim, todos os cristãos são convidados a colocar a “tenda de Abraão” num jardim local como sinal de hospitalidade para com os excluídos, e a mesma tenda pode também ser usada nas liturgias ou outros eventos ao longo do Tempo da Criação.

A lista de eventos está disponível no site da iniciativa, bem como inúmeros materiais de apoio à reflexão e oração durante este tempo. Em Portugal, a Rede Cuidar da Casa Comum está a organizar um grande encontro, que terá lugar no dia 19 de setembro em Palmela, e onde será debatido o memorando de entendimento para o desenvolvimento do programa Eco-Igrejas Portugal, assinado no passado mês de junho por diversas Igrejas Cristãs nacionais.

O Tempo da Criação teve início em 1989 com o reconhecimento do Dia de Oração pela Criação por parte do Patriarcado Ecuménico. Em 2015, poucos meses depois de publicar sua encíclica Laudato si’  sobre o cuidado da nossa casa comum, o Papa Francisco acrescentou formalmente o Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação ao calendário católico. Em 2019, convidou oficialmente os católicos a celebrarem o período completo desta iniciativa.

 

Pena de morte volta a matar em 2021

Relatório da Amnistia Internacional

Pena de morte volta a matar em 2021 novidade

Em 2021 a Amnistia Internacional (AI) confirmou 579 execuções de pessoas condenadas à morte pelo sistema judicial de 18 países. De acordo com a documentação da AI enviada ao 7MARGENS no dia 23 de maio, aquele número representa um crescimento de 20 por cento em relação ao registado no ano anterior. Contudo, graças à pandemia, em 2021 o número de execuções certificadas continua baixo, sendo o segundo menor desde 2010.

Comunicar, o verbo que urge conjugar

[A Igreja e os Média] – 3

Comunicar, o verbo que urge conjugar novidade

É urgente (sim, é esta a palavra certa) que a Igreja – a sua hierarquia, os seus múltiplos departamentos – entenda que, para manter a sua respeitabilidade não pode furtar-se ao escrutínio da comunicação social, não pode fechar-se na sua concha. Tem de comunicar, comunicar com todos, esclarecer sempre que questionada, com a rapidez e a linguagem dos tempos que correm.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Igreja no apoio às vítimas das cheias

Bangladesh e Índia

Igreja no apoio às vítimas das cheias novidade

Os católicos indianos juntaram-se aos esforços de socorro e resgate organizados por ONG e agências governamentais, na sequência daquilo que os especialistas já consideram ser as piores cheias dos últimos 20 anos, já que o número de mortos pelas inundações em Assam chegou a 24 no estado do nordeste.

Uma renovação a precisar de novos impulsos

Uma renovação a precisar de novos impulsos novidade

  A experiência que fizemos no Concílio Vaticano II constitui o rosto dos documentos tão ricos que ficam como acervo da sua memória, dizia frequentemente o bispo de Aveiro, D. Manuel de Almeida Trindade. Eu era seu colaborador pastoral. E pude verificar como...

Agenda

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This