Uma biblioteca do Médio Oriente e Norte de África em Lisboa

| 23 Mar 21

Semana de Angola 2015 em Arroios: na freguesia, a multiculturalidade expressa-se de muitas formas. Agora, será a vez de uma biblioteca. Foto © Junta de Freguesia de Arroios.

 

A Junta de Freguesia de Arroios (Lisboa) inaugurou uma Biblioteca pública dedicada ao Médio Oriente e Norte de África, com livros originais, cujo objectivo é “promover a interculturalidade” naquela freguesia lisboeta, onde vivem pessoas de quase uma centena de nacionalidades.

“A ideia foi criar uma biblioteca pública dedicada ao Médio Oriente e Norte de África, com livros escritos em árabe, persa, hebraico, em turco, em urdu, apesar dos muitos dialectos que também existem, sobretudo no Iraque”, disse à Lusa Maria João Tomás.

Professora da Universidade Autónoma de Lisboa (UAL), e investigadora do Observatório de Relações exteriores desta instituição académica (Observare), Maria João Tomás é uma das impulsionadoras do projecto.

Citada no portal Sapo, a responsável acrescenta que a Junta de Arroios, freguesia onde vivem mais de 90 nacionalidades, diz que a autarquia “está a promover a interculturalidade através da divulgação da cultura dos países destes imigrantes, mas também a divulgar a estas pessoas a nossa cultura”.

A doação de livros dos países envolvidos tem sido feita pelas embaixadas, em particular as representações dos Emirados Árabes Unidos, Marrocos ou Tunísia. E já estão prometidas entregas de obras pela representação da Palestina, Turquia ou Israel.

A Biblioteca Pública do Médio Oriente está situada no espaço da Biblioteca de São Lázaro, na Rua do Saco, perto do Intendente e do Martim Moniz. A inauguração oficial está prevista para Maio, dependendo da evolução da pandemia. Ficará aberta ao público em geral e inclui livros de autores portugueses traduzidos para as diferentes línguas nela incluídas.

 

Lembrar as vítimas do nazismo

Holocausto

Lembrar as vítimas do nazismo novidade

27 de janeiro, a data em que o Exército Vermelho libertou Auschwitz, tornou-se o dia internacional em memória das vítimas do nazismo. Hoje quero lembrar Karl Stojka, e o seu aviso: “Não foi Hitler, nem Göring, nem Goebels, nem Himmler, nem nenhum desses quem me arrastou e espancou. Não. Foi o sapateiro, o vizinho, o leiteiro.”

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

As estrelas boas que Deus coloca na nossa vida

As estrelas boas que Deus coloca na nossa vida novidade

No contexto da Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos 2022 [entre 18 e 25 de janeiro] prestamos tributo a um homem bom, um fiel seguidor de Cristo e um cristão verdadeiramente ecuménico e aberto ao diálogo inter-religioso. Um cristão também com profundo sentido de humor e de alegria, que é sempre um sinal de uma boa espiritualidade.

Fale connosco

Abusos na Igreja
Dar voz ao silêncio

Contactos da Comissão Independente

https://darvozaosilencio.org/

E-mail: geral@darvozaosilencio.org

Telefone: (+351) 91 711 00 00

You have Successfully Subscribed!

Pin It on Pinterest

Share This