Uma ferida que precisará de cicatrizar na nossa alma

| 16 Abr 19

Foto Wikimedia Commons

 

“Incontestavelmente, a Igreja de Nossa Senhora de Paris é ainda hoje um majestoso e sublime edifício. Mas, por bela que se tenha conservado ao envelhecer, é difícil não suspirar, não se indignar a gente à vista das degradações, das inúmeras mutilações que simultaneamente o tempo e os homens têm feito sofrer ao venerável monumento, sem respeito por Carlos Magno, que lhe assentou a primeira pedra, e por Filipe Augusto que colocou a última.

Nas faces desta velha rainha das nossas catedrais, ao lado de uma ruga, vê-se sempre uma cicatriz. (…)

Se tivéssemos vagar para examinar um por um, com o leitor, os diversos vestígios de destruição que se notam na antiga igreja, a parte menor seria a do tempo, e a pior a dos homens (…)

E, primeiro, para não citar senão alguns exemplos capitais, há, de certeza, poucas e tão belas páginas arquitecturais como essa fachada onde, sucessivamente e ao mesmo tempo, os três portais cavados em ogiva, o cordão bordado e dentelado dos vinte e oito nichos reais, o imenso florão central flanqueado pelas duas janelas laterais (…)

E o que nós aqui dizemos da fachada deve dizer-se de toda a igreja; e o que nós dizemos da Igreja Catedral de Paris, deve dizer-se de todas as igrejas da cristandade na Idade Média. Tudo se mantém nesta arte oriunda de si própria, lógico e bem proporcionado. Medir o dedo do pé é medir o gigante.”

(Victor Hugo, Nossa Senhora de Paris, livro terceiro)

 

Sobre o incêndio que destruiu Notre Dame de Paris:

– Cronologia do acontecimento e de reações várias (em francês)

– Notre-Dame: a Europa viu arder a catedral que fundou o gótico

– Opinião: Notre-Dame: uma parte da alma da Europa que nos deixa (Manuel Carvalho)

– Roubada, destruída e incendiada. 855 anos depois, Notre-Dame tem de renascer outra vez

– “Notre-Dame de Paris é Notre-Dame de toda a Europa”. As reações ao incêndio

– As 16 estátuas que escaparam ao fogo em Notre-Dame por uma semana

– O momento em que o pináculo ruiu

– Napoleão, gárgulas e quilómetro zero. Dez factos sobre a Notre-Dame

– Opinião: Uma flecha no coração da Europa (Rui Tavares – exclusivo para assinantes)

 

 

 

 

[related_posts_by_tax format=”thumbnails” image_size=”medium” posts_per_page=”3″ title=”Artigos relacionados” exclude_terms=”49,193,194″]