Diocese de Metz

Uma novena pela paz mundial invocou o “pai da Europa” Robert Schuman

| 26 Fev 2024

Robert Schuman

Robert Schuman, “um católico devoto que encarnava uma espiritualidade franciscana no seu empenhamento na justiça social”. Foto: Direitos reservados.

 

O arcebispo de Metz, Philippe Ballot, propôs aos católicos da sua diocese do nordeste francês uma novena de oração pela paz mundial por intercessão do político Robert Schuman, um dos “pais da Europa”, inspirador do que é hoje a União Europeia.

“Ao anunciar a iniciativa, o arcebispo Ballot referiu-se aos numerosos conflitos armados que grassam atualmente no mundo e pediu que se rezasse pelo fim de três deles em particular: os conflitos entre a Rússia e a Ucrânia, o Azerbaijão e a Arménia e o Hamas e Israel”, refere o La Croix International.

O arcebispo e o Instituto de São Bento, uma associação da diocese que lidera a causa da canonização de Schuman, organizaram os nove dias de oração entre os dias 16 e 24 de fevereiro.

Recordando o falecido estadista europeu como um “fiel arquiteto da paz que conduziu as suas atividades seculares como um apostolado”, a novena incluiu diferentes textos para meditar em cada dia e uma oração final que implorava a Deus a paz por intercessão de Schuman.

Nascido no Luxemburgo, Schuman, que tinha cidadania alemã por parte do pai, foi um dos arquitetos da reconciliação franco-alemã após a Segunda Guerra Mundial, quando foi Ministro dos Negócios Estrangeiros francês (1948-1952), recorda o La Croix.

Um antigo companheiro de Schuman contava em tempos, numa entrevista que entretanto o 7MARGENS reproduziu há três anos, como a ideia que Schuman foi alimentando, no sentido de acabar com as fronteiras entre europeus, foi forjada também por pequenas questões quotidianas, como a impossibilidade de circular de bicicleta entre as fronteiras da França, Alemanha e Luxemburgo. [ver 7MARGENS]

“Muitas vezes descrito como um dos pais fundadores da Europa, Schuman era um católico devoto que encarnava uma espiritualidade franciscana no seu empenhamento na justiça social”, lê-se no La Croix. O Papa Francisco declarou-o recentemente “venerável” depois de aprovar um decreto de junho de 2021 do Dicastério para as Causas dos Santos que reconhecia que ele viveu uma vida de “virtudes heróicas”.

 

Catarina Pazes: “Sem cuidados paliativos, não há futuro para o SNS”

Entrevista à presidente da Associação Portuguesa

Catarina Pazes: “Sem cuidados paliativos, não há futuro para o SNS” novidade

“Se não prepararmos melhor o nosso Serviço Nacional de Saúde do ponto de vista de cuidados paliativos, não há maneira de ter futuro no SNS”, pois estaremos a gastar “muitos recursos” sem “tratar bem os doentes”. Quem é o diz é Catarina Pazes, presidente da Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos (APCP) que alerta ainda para a necessidade de formação de todos os profissionais de saúde nesta área e para a importância de haver mais cuidados de saúde pediátricos.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Bahá’ís plantam árvores em Lisboa, para que a liberdade religiosa floresça em todo o mundo

Em memória das "dez mulheres de Shiraz"

Bahá’ís plantam árvores em Lisboa, para que a liberdade religiosa floresça em todo o mundo

Quem passar pela pequena zona ajardinada junto ao Centro Nacional Bahá’í, na freguesia lisboeta dos Olivais, vai encontrar dez árvores novas. São jacarandás e ciprestes, mas cada um deles tem nome de mulher e uma missão concreta: mostrar – tal como fizeram as mulheres que lhes deram nome – que a liberdade religiosa é um direito fundamental. Trata-se de uma iniciativa da Junta de Freguesia local, em parceria com a Comunidade Bahá’í, para homenagear as “dez mulheres de Shiraz”, executadas há 40 anos “por se recusarem a renunciar a uma fé que promove os princípios da igualdade de género, unidade, justiça e veracidade”.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This