Uma Semana da Fraternidade judaico-cristã contra o anti-semitismo

| 12 Mar 19

A realização da Semana da Fraternidade, uma iniciativa da Sociedade para a Cooperação Judaico-Cristã da Alemanha que tem como objectivos a promoção do diálogo entre judeus e cristãos, a colaboração na luta contra toda a forma de anti-judaísmo e anti-semitismo e a cultura da memória das vítimas do Holocausto, coincide este ano com um contexto de crescente anti-semitismo na Alemanha como também em toda a Europa e mesmo em outros continentes.

A “Semana da Fraternidade” é uma iniciativa já com grande tradição. Desde 1952 que se celebra na Alemanha e os seus objectivos iniciais continuam a manter a validade.  A abertura da semana deste ano teve lugar no dia 10, domingo, em Nuremberga, com a presença do Presidente da República, que é também tradicionalmente o patrocinador.

Setenta anos após o final da II Guerra Mundial, com a vitória sobre o regime nazi responsável pelo Holocausto, volta a viver-se nas comunidades judaicas um clima de insegurança e de medo. Repetem-se os atentados e actos de violência contra pessoas e de vandalismo contra bens culturais do judaismo. O número dos judeus que emigram para Israel ou  se confrontam com essa ideia aumenta constantemente. 

Pormenor do cartaz da Semana de Fraternidade 2019, com a medalha de mérito Buber-Rosenzweig

Numa declaração do Conselho Internacional de Cristãos e Judeus, datada do passado  dia 28 de Fevereiro e publicada em Heppenheim, no centro da  Alemanha, cidade onde viveu Martin Buber, considera-se que este retorno do anti-semitismo deve constituir um sinal de alarme, e que é preciso estar atento a todas as formas de racismo, xenofobia, islamofobia. Ou seja, toda a forma de menosprezo por todas as pessoas que, de um modo ou outro, são diferentes da maioria. A medalha de mérito Buber-Rosenzweig, com o nome de duas grandes figuras do judaísmo alemão, e que é atribuída anualmente por ocasião da Semana, foi entregue este ano a duas iniciativas de base empenhadas na promoção de uma cultura de tolerância e de coragem civil.

A Conferência Episcopal Alemã publicou também uma longa declaração, no sentido de sublinhar a proximidade teológica entre judeus e cristãos. A Igreja reconhece, de forma oficial pelo menos desde o Concílio Vaticano II (na Declaração Nostra aetate), que “Deus continua a agir no Povo da Velha Aliança”. Citando o Papa Francisco, os bispos reafirmam que “a Igreja vê no Povo da Aliança e na sua fé as raízes sagradas da  identidade cristã”. Debruçando-se sobre um documento intitulado Entre Jerusalém e Roma(“Between Jerusalem and Rome”), com que os representantes do judaísmo ortodoxo quiseram assinalar os 50 anos do Concílio Vaticano II, a Conferência Episcopal regozija-se com esta nova abertura ao diálogo com o catolicismo por parte do judaísmo.

Embora este documento date já de 2017 a Conferência Episcopal Alemã é a primeira a nível mundial a reagir a esse documento. Pela primeira vez na história, a ortodoxia judaica, representada por um número considerável de rabinos e associações de Israel, Europa e América,  vê nos cristãos e de forma especial nos católicos “parceiros, estreitos aliados e irmãos”.  Os bispos alemães alegram-se com esta evolução nas relações judaico-cristãs e prometem comprometer-se ao lado das comunidades judaicas na luta contra todas as formas de anti-semitismo, ao mesmo tempo que manifestam a sua satisfação pelo facto de que também os rabinos ortodoxos revelem sensibilidade para com a situação dos cristãos na Terra Santa.

A Semana da Fraternidade 2019 sob o tema Ser humano, onde estás? Juntos contra o anti-judaísmo, com uma série de actividades a nível nacional e um considerável eco nos meios de comunicação, não irá resolver o problema do anti-semitismo. Mas é mais um alerta e uma boa ocasião para tomadas de posição que parecem urgentes.

(Foto da página de abertura: Monumento às Vítimas do Nazismo, em Berlim)

[related_posts_by_tax format=”thumbnails” image_size=”medium” posts_per_page=”3″ title=”Artigos relacionados” exclude_terms=”49,193,194″]

Breves

Índia

Carnataca é o décimo Estado a aprovar lei anticonversão

O Estado de Carnataca, no sudoeste da Índia, tornou-se, no passado dia 15 de setembro, o décimo estado daquele país a adotar leis anticonversão no âmbito das quais cristãos e muçulmanos e outras minorias têm sido alvo de duras perseguições, noticiou nesta sexta-feira, 23, o Vatican News, portal de notícias do Vaticano.

Neste sábado, em Lisboa

“Famílias naturais” em convívio contra a ideologia de género

Prometem uma “tarde de convívio e proximidade”, um concerto, diversão e “múltiplas actividades para crianças e adultos: o “Encontro da Família no Parque” decorre esta tarde de sábado, 24 de Setembro, no Parque Eduardo VII (Lisboa), a partir das 15h45, e “pretende demonstrar um apoio incondicional à família natural e pela defesa das crianças”.

Gratuito e universal

Documentário sobre a Laudato Si’ é lançado a 4 de outubro

O filme A Carta (The Letter) será lançado no YouTube Originals no dia 4 de outubro, anunciou, hoje, 21 de setembro, o Movimento Laudato Si’. O documentário relata a história da encíclica Laudato Si’, recolhe depoimentos de vários ativistas do clima e defensores da sustentabilidade do planeta e tem como estrela principal o próprio Papa Francisco.

Boas notícias

Apoio escolar a crianças de Cabo Delgado

Cristãos e muçulmanos juntos

Apoio escolar a crianças de Cabo Delgado

A tragédia que ocorre na província moçambicana de Cabo Delgado em consequência de ataques de insurgentes que se reivindicam do jihadismo obriga, constantemente, a rever o número de mortos e de deslocados. Mas também impõe que se olhe com muita atenção para o trabalho de apoio aos que se apresentam numa situação mais vulnerável

É notícia 

Entre margens

Dai-Me Senhor o bom humor!

Dai-Me Senhor o bom humor!

Com especial ênfase, o Papa Francisco recordou-nos, a partir da Exortação Apostólica Gaudete et Exsultate (2018) a importância da disponibilidade de espírito e da alegria: “Normalmente a alegria cristã é acompanhada pelo sentido do humor. O mau humor não é um sinal de santidade.”

Viver saudavelmente a vocação

Viver saudavelmente a vocação

Decidi escrever sobre isto na reentrada após férias: frequentemente, estas semanas são tempos desafiantes, que nos levam a tentar não ceder às exigências da vida de forma desequilibrada. Com isso, evitamos ficar tão cansados rapidamente, como nos sentíamos antes de ter parado o nosso trabalho e as nossas obrigações quotidianas, profissionais e outras.

Cultura e artes

Ruy Cinatti, o senhor da chuva em Timor

Livro ilustrado

Ruy Cinatti, o senhor da chuva em Timor

Ruy Cinatti (1915-1986) Senhor da Chuva é o título do livro que evoca a figura do poeta e antropólogo que dedicou vários anos da sua vida a Timor. Da autoria de Mara Bernardes de Sá e com ilustrações de Bosco Alves, o livro foi agora lançado pela Plural Editores e conta com prefácio do padre Peter Stilwell.

Sete Partidas

Vigília

Vigília

Cai a noite. Esta noite é em Berlim. As noites são agora aqui, mas já foram em Coimbra, no Porto, em Lisboa. E estas noites acontecem em todo o mundo, disso tenho a certeza. O que faz um(a) médico(a) passar a noite à volta de um doente que sabe que, após uma primeira avaliação, é quase certo que não vai sobreviver? É quase certo.

Visto e Ouvido

Igreja tem política de “tolerância zero” aos abusos sexuais, mas ainda está em “processo de purificação”

D. José Ornelas

Bispo de Setúbal

Agenda

[ai1ec view=”agenda”]

Ver todas as datas

Fale connosco