Uma Semana da Fraternidade judaico-cristã contra o anti-semitismo

| 12 Mar 19

A realização da Semana da Fraternidade, uma iniciativa da Sociedade para a Cooperação Judaico-Cristã da Alemanha que tem como objectivos a promoção do diálogo entre judeus e cristãos, a colaboração na luta contra toda a forma de anti-judaísmo e anti-semitismo e a cultura da memória das vítimas do Holocausto, coincide este ano com um contexto de crescente anti-semitismo na Alemanha como também em toda a Europa e mesmo em outros continentes.

A “Semana da Fraternidade” é uma iniciativa já com grande tradição. Desde 1952 que se celebra na Alemanha e os seus objectivos iniciais continuam a manter a validade.  A abertura da semana deste ano teve lugar no dia 10, domingo, em Nuremberga, com a presença do Presidente da República, que é também tradicionalmente o patrocinador.

Setenta anos após o final da II Guerra Mundial, com a vitória sobre o regime nazi responsável pelo Holocausto, volta a viver-se nas comunidades judaicas um clima de insegurança e de medo. Repetem-se os atentados e actos de violência contra pessoas e de vandalismo contra bens culturais do judaismo. O número dos judeus que emigram para Israel ou  se confrontam com essa ideia aumenta constantemente. 

Pormenor do cartaz da Semana de Fraternidade 2019, com a medalha de mérito Buber-Rosenzweig

Numa declaração do Conselho Internacional de Cristãos e Judeus, datada do passado  dia 28 de Fevereiro e publicada em Heppenheim, no centro da  Alemanha, cidade onde viveu Martin Buber, considera-se que este retorno do anti-semitismo deve constituir um sinal de alarme, e que é preciso estar atento a todas as formas de racismo, xenofobia, islamofobia. Ou seja, toda a forma de menosprezo por todas as pessoas que, de um modo ou outro, são diferentes da maioria. A medalha de mérito Buber-Rosenzweig, com o nome de duas grandes figuras do judaísmo alemão, e que é atribuída anualmente por ocasião da Semana, foi entregue este ano a duas iniciativas de base empenhadas na promoção de uma cultura de tolerância e de coragem civil.

A Conferência Episcopal Alemã publicou também uma longa declaração, no sentido de sublinhar a proximidade teológica entre judeus e cristãos. A Igreja reconhece, de forma oficial pelo menos desde o Concílio Vaticano II (na Declaração Nostra aetate), que “Deus continua a agir no Povo da Velha Aliança”. Citando o Papa Francisco, os bispos reafirmam que “a Igreja vê no Povo da Aliança e na sua fé as raízes sagradas da  identidade cristã”. Debruçando-se sobre um documento intitulado Entre Jerusalém e Roma(“Between Jerusalem and Rome”), com que os representantes do judaísmo ortodoxo quiseram assinalar os 50 anos do Concílio Vaticano II, a Conferência Episcopal regozija-se com esta nova abertura ao diálogo com o catolicismo por parte do judaísmo.

Embora este documento date já de 2017 a Conferência Episcopal Alemã é a primeira a nível mundial a reagir a esse documento. Pela primeira vez na história, a ortodoxia judaica, representada por um número considerável de rabinos e associações de Israel, Europa e América,  vê nos cristãos e de forma especial nos católicos “parceiros, estreitos aliados e irmãos”.  Os bispos alemães alegram-se com esta evolução nas relações judaico-cristãs e prometem comprometer-se ao lado das comunidades judaicas na luta contra todas as formas de anti-semitismo, ao mesmo tempo que manifestam a sua satisfação pelo facto de que também os rabinos ortodoxos revelem sensibilidade para com a situação dos cristãos na Terra Santa.

A Semana da Fraternidade 2019 sob o tema Ser humano, onde estás? Juntos contra o anti-judaísmo, com uma série de actividades a nível nacional e um considerável eco nos meios de comunicação, não irá resolver o problema do anti-semitismo. Mas é mais um alerta e uma boa ocasião para tomadas de posição que parecem urgentes.

(Foto da página de abertura: Monumento às Vítimas do Nazismo, em Berlim)

Artigos relacionados

Breves

Boas notícias

É notícia 

Entre margens

Novo ano letivo: regressar ao normal? novidade

Após dois conturbados anos letivos, devido à pandemia, as escolas preparam-se para um terceiro ano ainda bastante incerto, mas que desejam que seja o mais normal possível. O regresso à normalidade domina as declarações públicas de diretores escolares e de pais, alunos e professores. Este desejo de regresso à normalidade, sendo lógico e compreensível, após dois anos de imensa instabilidade, incerteza e experimentação, constitui ao mesmo tempo um sério problema.

Caminhar juntos, lado a lado, na mesma direcção

Vem aí o Sínodo, cuja assembleia geral será em outubro de 2023, já depois da Jornada Mundial da Juventude, a realizar em Lisboa, no verão anterior. O tema é desafiante: Para uma Igreja sinodal: comunhão, participação e missão. O documento preparatório veio a público a 7 de setembro e lança as bases de um caminho a percorrer juntos.

Cultura e artes

Estreia na Igreja de São Tomás de Aquino

Das trincheiras da Grande Guerra pode ter nascido este concerto sobre o mundo

“Os primeiros esboços deste texto terão surgido nas trincheiras da Primeira Guerra Mundial”, explica o compositor Alfredo Teixeira, autor da Missa sobre o Mundo, obra para órgão e voz recitante que terá a sua estreia mundial absoluta no próximo sábado, 18 de Setembro, às 16h30 (entrada livre, sujeita ao número de lugares existentes). A obra, construída a partir de excertos do texto homónimo de Pierre Teilhard de Chardin (1881-1955), padre jesuíta e paleontólogo, abrirá a temporada de concertos na Igreja Paroquial de São Tomás de Aquino, em Lisboa.

Sete Partidas

Crónica de viagem

Ao sabor do País de Gales

Com a época escolar terminada e as restrições do vírus a levantar, as ruas do País de Gales enchem de uma maneira que me lembra a vida de há um ano atrás. Conhecer desconhecidos já não parece meter medo e confesso que, por vezes, já me sinto estranho ao usar máscara na rua quando mais ninguém o parece fazer.

Visto e Ouvido

Igreja tem política de “tolerância zero” aos abusos sexuais, mas ainda está em “processo de purificação”

D. José Ornelas

Bispo de Setúbal

Agenda

[ai1ec view=”agenda”]

Ver todas as datas

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This