Uma simples prece

| 3 Out 20

Judeu e palestiniano rezam juntos ao memso tempo; oração; covid-19

Judeu e palestiniano, colegas socorristas, a rezar ao mesmo tempo durante a quarentena. Foto: Direitos reservados

 

Nem todos somos chamados a um grande destino
Mas cada um de nós faz parte de um mistério maior
Mesmo que a nossa existência pareça irrelevante
Tu recolhes-te em cada gesto e interrogação

Apesar de Te esconderes e pareceres ausente
Nada nas nossa vidas Te desinteressa, pois nelas vives
E embora muitas vezes seja escandaloso o Teu silêncio
Libera o mundo do mal, como te pedimos

Faltam mãos e corações para estares presente
E sobram leis e divisões em vez de amor
Instaura pelo menos um justo equilíbrio
Pois jorram mais as lágrimas que os sorrisos 

Liomarevi (pseudónimo lterário), 26 de Agosto de 2020

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Interiormente perturbador

Cinema

Interiormente perturbador novidade

Quase no início d’O Acontecimento, já depois de termos percebido que o filme iria andar à volta do corpo e do desejo, Anne conclui que se trata de um texto político. Também esta obra cinematográfica, que nos expõe um caso de aborto clandestino – estamos em França, nos anos 60 –, é um filme político.

Sondagem

Brasil deixa de ter maioria católica  novidade

Algures durante este ano a maioria da população brasileira deixará de se afirmar maioritariamente como católica. Em janeiro de 2020, 51% dos brasileiros eram católicos, muito à frente dos que se reconheciam no protestantismo (31%). Ano e meio depois os números serão outros.

Bispos pedem reconciliação e fim da violência depois de 200 mortes na Nigéria

Vários ataques no Nordeste do país

Bispos pedem reconciliação e fim da violência depois de 200 mortes na Nigéria

O último episódio de violência na Nigéria, com contornos políticos, económicos e religiosos, descreve-se ainda com dados inconclusivos, mas calcula-se que, pelo menos, duas centenas de pessoas perderam a vida na primeira semana de Janeiro no estado de Zamfara, Nigéria, após vários ataques de grupos de homens armados a uma dezena de aldeias. Há bispos católicos a sugerir caminhos concretos para pôr fim à violência no país, um dos que registam violações graves da liberdade religiosa. 

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This