União Europeia vai apoiar Moçambique na luta contra terrorismo em Cabo Delgado

| 12 Out 20

Cabo Delgado, Moçambique. Deslocados

Cabo Delgado, Moçambique. Deslocados por causa dos ataques de bandos terroristas. Foto ACN-Portugal

 

O embaixador da União Europeia (UE) em Moçambique, Antonio Sánchez-Benedito Gaspar, confirmou que a UE vai prestar assistência ao país no combate a grupos armados classificados como terroristas, na sequência de um pedido de ajuda do Governo moçambicano para a situação vivida na região de Cabo Delgado.

Os “pedidos que foram feitos à UE receberam uma resposta positiva e agora temos de trabalhar nas diferentes questões que foram colocadas”, afirmou o diplomata na passada sexta-feira, 9 de outubro, citado pelo Vatican News. Antonio Sánchez-Benedito Gaspar explicou que o objetivo é fortalecer as capacidades de resposta de Moçambique, mas esclareceu que “não está na agenda a vinda de militares europeus ao país”.

Na reunião de ministros dos Negócios Estrangeiros da UE, que teve lugar esta segunda-feira, 12, no Luxemburgo, os ataques armados no norte de Moçambique foram também um dos temas em debate.

A 16 de setembro, a ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação de Moçambique, Verónica Macamo, havia escrito um ofício ao Alto Representante da UE para a Política Externa, Josep Borrell, pedindo apoio na logística e no treino especializado das forças governamentais para travar as incursões armadas na região norte do país.

A frequência e violência crescentes destes ataques contra a população provocaram uma crise humanitária que fez já cerca de dois mil mortos e mais de 300 mil deslocados internos.

 

Inquérito 7M sobre o Sínodo: entre as “baixas expectativas” e a “oportunidade de uma Igreja aberta”

Católicos portugueses pouco entusiasmados?

Inquérito 7M sobre o Sínodo: entre as “baixas expectativas” e a “oportunidade de uma Igreja aberta” novidade

O 7MARGENS entendeu auscultar um conjunto de 63 movimentos e associações católicas, procurando contemplar diversidade de carismas e de setores e mesmo de atitudes perante o futuro. A auscultação decorreu na segunda metade de julho, num momento em que já se conhecia o cronograma e dinâmica do Sínodo.

Líbano: Siro-católicos dizem-se marginalizados

Líbano tem novo Governo

Líbano: Siro-católicos dizem-se marginalizados novidade

O novo Governo do Líbano, liderado pelo muçulmano sunita Najib Mikati, obteve nesta segunda-feira, 20 de setembro, o voto de confiança do Parlamento. A nova estrutura de Governo reflete na sua composição a variedade do “mosaico” libanês, nomeadamente do ponto de vista das diversas religiões e confissões religiosas, mas os siro-católicos dizem ter sido marginalizados.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Às vezes, nem o amor consegue salvar-nos

Cinema

Às vezes, nem o amor consegue salvar-nos novidade

Falling, que em Portugal teve o subtítulo Um Homem Só, é a história de um pai (Willis) e de um filho (John) desavindos e (quase) sempre em rota de colisão, quer dizer, de agressão, de constante provocação unilateral da parte do pai, sempre contra tudo e contra todos.

A palavra que falta explicitar no “cuidar da criação”

A palavra que falta explicitar no “cuidar da criação” novidade

No dia 1 de setembro começou o Tempo da Criação para diversas Igrejas Cristãs. Nesse dia, o Papa Francisco, o Patriarca Bartolomeu e o Arcebispo de Canterbury Justin assinaram uma “Mensagem Conjunta para a Protecção da Criação” (não existe – ainda – tradução em português). Talvez tenha passado despercebida, mas vale a pena ler.

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This