Vaticano sublinha “espírito de fraternidade” numa saudação aos hindus pela festa do Diwali

| 26 Out 19

 

“Viver em espírito de fraternidade e amizade através do diálogo constante deve ser o corolário natural de uma pessoa religiosa, hindu ou cristã”, diz uma mensagem do Conselho Pontifício para o Diálogo Inter-Religioso, dirigida aos hindus, a propósito da festa das luzes, o Diwali, uma das datas mais importantes do calendário hindu, que se assinala este domingo, 27 de Outubro.

Na mensagem, escrevem os seus signatários, o cardeal Miguel Ángel Ayuso Guixot, presidente, e Indunil Kodithuwakku Janakaratne Kankanamalage, secretário daquele organismo da Santa Sé: “A religião convida-nos basicamente a vermo-nos como um irmão ou uma irmã para apoiar e amar”. E acrescentam: “Também nos ensina a respeitar a dignidade inviolável e os direitos inalienáveis ​​dos outros, sem qualquer preconceito injustificado em relação à sua religião ou cultura. É só quando os seguidores das religiões exigem uma vida de acordo com a sua ética religiosa que o seu papel como construtores da paz e como testemunhas de nossa humanidade comum será cumprido.”

As religiões devem, por isso, “apoiar os esforços dos seus seguidores para terem uma vida autêntica, a fim de ‘produzir frutos de paz e fraternidade, porque é da natureza da religião promover sempre uma relação cada vez mais solidária entre os homens’”, como escrevia o Papa João Paulo II.

No texto, os responsáveis do Vaticano recordam a “feliz coincidência” de se ter assinalado, no início de Outubro, o 150º aniversário do nascimento de Mahatma Gandhi, “uma testemunha notável e corajosa da verdade, amor e não-violência”, que foi um “corajoso protagonista da fraternidade humana e da convivência pacífica, cujo exemplo nos pode inspirar”.

Apesar das notícias negativas e dos preconceitos, “a convicção de que a construção de um mundo de fraternidade é possível é motivo suficiente para nos comprometermos ainda mais com a construção da fraternidade e da convivência pacífica, mantendo o bem de todos no coração”, conclui a mensagem.

O Diwali, ou Deepavali, é festejado também por sikhs, budistas e jainistas. Nesta data, as pessoas enfeitam as suas casas com lâmpadas ou lamparinas a óleo, como forma de simbolizar a vitória da bondade sobre o mal.

A festa comemora o regresso de Rama, um dos avatares do deus Vishnu, ao seu reino de Ayodhya, após ter completado um exílio de 14 anos. O festival é celebrado em datas diferentes em várias regiões da Índia, devido ao facto de os calendários lunares serem interpretados de formas diferentes. A Comunidade Hindu de Portugal assinala também o Diwali todos os anos, como o 7MARGENS já assinalou.

 

(Este texto teve o contributo de Guilherme Lopes)

Artigos relacionados

Pin It on Pinterest

Share This