Leilão da Amnistia Internacional

Vestir a camisola pelos direitos humanos

| 8 Jul 21

Jogadores do FC Krasnodar e do Chelsea ajoelham-se num gesto que tem sido repetido por desportistas em solidariedade com o movimento contra o racismo (28/10/2020). Foto © Damitry Pukalik, CC BY-SA 3.0 GFDL, via Wikimedia Commons.

 

Camisola do Benfica a leilão Foto © Amnistia Internacional.

Três camisolas autografadas do Benfica, do Sporting e do FC Porto, uma por clube, serão leiloadas durante este mês, numa iniciativa da Amnistia Internacional (AI) que reverte a favor do trabalho de defesa dos direitos humanos desta organização não-governamental.

Este leilão online, que decorre na plataforma e-solidar, enquadra-se no âmbito do projeto “Eu jogo pelos Direitos Humanos”, que, segundo uma nota à comunicação social da AI, “olha para o futebol como um agente de direitos humanos”. Este desporto, considera a Amnistia “é capaz de utilizar a sua influência na sociedade, para auxiliar no desenvolvimento de ações de responsabilidade social”.

Camisola do Sporting a leilão Foto © Amnistia Internacional.

Camisola do FC Porto a leilão Foto © Amnistia Internacional.

Para a organização de defesa dos direitos humanos, “o futebol representa o empenho dos atletas, a solidariedade entre equipas, o profissionalismo e a paixão por uma modalidade desportiva, mas é também onde ainda se manifestam ataques racistas, manifestações de ódio e ataques à integridade física”. 

É por aqui que joga a Amnistia Internacional: as camisolas doadas pelos três clubes portugueses e autografadas pelos seus plantéis de futebol da época 2020/2021 serão pontas de lança junto dos adeptos da modalidade, que queiram associar-se à causa.

“Com este leilão, os adeptos podem contribuir para que estes exemplos tenham ainda mais impacto, ajudando a tornar o mundo num local onde os direitos humanos são respeitados em pleno”, destacou Pedro A. Neto, diretor executivo da Amnistia Internacional Portugal, citado no referido comunicado.

 

Escutar todos, com horizontes para lá das “fronteiras” da Igreja

Inquérito sobre o Sínodo

Escutar todos, com horizontes para lá das “fronteiras” da Igreja novidade

O Papa observava, no encontro sinodal com a sua diocese de Roma, no último sábado, 18, que escutar não é inquirir nem recolher opiniões. Mas nada impede que se consultem os cristãos sobre as “caraterísticas e âmbito” que “entendem dever ter a escuta que as igrejas diocesanas são chamadas a realizar, desde 17 de outubro próximo até ao fim de março-abril de 2022. Era esse o terceiro ponto da consulta feita pelo 7Margens, cujas respostas damos hoje a conhecer.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Nova estratégia de combate ao antissemitismo será apresentada em outubro

União Europeia

Nova estratégia de combate ao antissemitismo será apresentada em outubro novidade

A União Europeia (UE) deverá divulgar, no próximo mês de outubro, uma “nova estratégia de combate ao antissemitismo e promoção da vida judaica”. A iniciativa surge na sequência da disseminação do racismo antissemita em inúmeros países da Europa, associada a teorias da conspiração que culpabilizam os judeus pela propagação da covid-19, avançou esta quarta-feira, 22, o Jewish News.

Livrai-nos do Astérix, Senhor!

Livrai-nos do Astérix, Senhor! novidade

A malfadada filosofia do politicamente correcto já vai no ponto de apedrejar a cultura e diabolizar a memória. A liberdade do saber e do saber com prazer está cada vez mais ameaçada. Algumas escolas católicas do Canadá retiraram cerca de cinco mil títulos do seu acervo por considerarem que continham matéria ofensiva para com os povos indígenas.

A dança dos bispos continua em Leiria e Braga

João Lavrador deixa Açores para Viana

A dança dos bispos continua em Leiria e Braga novidade

Com a escolha de João Lavrador para a sede vacante de Viana fica agora Angra sem bispo. Mas Braga já está à espera de sucessor há dois anos, enquanto em Leiria se perspectiva a sucessão talvez até final do ano. Há bispos que querem sair de onde estão, outros não querem alguns para determinados sítios. “Com todas estas movimentações, é difícil acreditar que a nomeação de um bispo seja obra do Espírito Santo”, diz um padre.

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This