Esta sexta-feira em Lisboa

Vigília de apoio aos que se manifestam no Irão

| 8 Dez 2022

protestos no irao contra morte de Mahsa Amini foto redes sociais

A morte de Mahsa Amini marcou o início de uma onda de protestos no Irão contra o regime. Foto das redes sociais.

 

A Amnistia Internacional (AI) portuguesa e a Kolbeh – Comunidade Iraniana Portuguesa vão realizar uma vigília de apoio a todas as pessoas que se manifestam pacificamente no Irão e que continuam a atuar em defesa da liberdade. Este gesto terá lugar esta sexta-feira, dia 9, pelas 19h00, em Lisboa, na Praça do Município.

“A repressão violenta que se sente no Irão, sustentada pela impunidade da atuação das autoridades nacionais, tem culminado em milhares de detenções, mas também no uso da pena de morte como uma ferramenta de silenciamento”, anota Pedro A. Neto, diretor executivo da Amnistia Internacional – Portugal, citado num comunicado da organização de defesa de direitos humanos. 

“Com esta vigília, queremos aplaudir a coragem dos manifestantes que saem à rua no Irão, que arriscam a sua liberdade e a sua vida em prol de um futuro que respeite os direitos humanos, onde a liberdade de expressão e reunião pacífica possa também ser uma realidade. Queremos mostrar que nos mantemos atentos e que seguiremos juntos e comprometidos pela proteção dos direitos humanos no país”, relembra Pedro A. Neto.

De acordo com essa nota, durante a vigília, a Amnistia Internacional vai convidar todos aqueles que participarem a gravar um “vídeo em solidariedade com os milhares de manifestantes em perigo no Irão e a partilhá-lo nas suas redes sociais”, marcando os perfis da Amnistia Internacional – Portugal (amnistiapt no Instagram) e da Kolbeh – Comunidade Iraniana Portuguesa (liberty4iran.pt no Instagram).

Segundo a AI, o convite para participação nesta vigília foi dirigido também ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, ao primeiro-ministro, António Costa, ao ministro dos Negócios Estrangeiros, João Gomes Cravinho, ao presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Carlos Moedas, aos vários grupos parlamentares e aos dois deputados únicos.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Iniciativa ecuménica

Bispos latino-americanos criam Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo

O Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam) lançou oficialmente esta semana a Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo, anunciou o Vatican News. Um dos principais responsáveis pela iniciativa é o cardeal Luís José Rueda Aparício, arcebispo de Bogotá e presidente da conferência episcopal da Colômbia, que pretende que a nova “pastoral de rua” leve a Igreja Católica a coordenar-se com outras religiões e instituições já envolvidas neste trabalho.

Lopes Morgado: um franciscano de corpo inteiro

Frade morreu aos 85 anos

Lopes Morgado: um franciscano de corpo inteiro novidade

O último alarme chegou-me no dia 10 de Fevereiro. No dia seguinte, pude vê-lo no IPO do Porto, em cuidados continuados. As memórias que tinha desse lugar não eram as melhores. Ali tinha assistido à morte de um meu irmão, a despedir-se da vida aos 50 anos… O padre Morgado, como o conheci, em Lisboa, há 47 anos, estava ali, preso a uma cama, incrivelmente curvado, cara de sofrimento, a dar sinais de conhecer-me. Foram 20 minutos de silêncios longos.

Mata-me, mãe

Mata-me, mãe novidade

Tiago adorava a adrenalina de ser atropelado pelas ondas espumosas dos mares de bandeira vermelha. Poucos entenderão isto, à excepção dos surfistas. Como explicar a alguém a sensação de ser totalmente abalroado para um lugar centrífugo e sem ar, no qual os segundos parecem anos onde os pontos cardeais se invalidam? Como explicar a alguém que o limiar da morte é o lugar mais vital dos amantes de adrenalina, essa droga que brota das entranhas? É ao espreitar a morte que se descobre a vida.

Agenda

There are no upcoming events.

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This