Presidenciais francesas de abril

Voto dos católicos desliza para a extrema-direita

| 23 Mar 2022

voto eleições foto pexels

De acordo com uma sondagem, Emmanuel Macron recolheria 28 por cento dos votos, seguido de Valérie Pécresse, que se reclama da direita tradicional (20%), do candidato xenófobo Éric Zemmour (19%) e de Marine Le Pen (15%). Foto © Pexels.

 

Mais de um terço (36%) dos católicos franceses praticantes tenciona votar em candidatos de extrema-direita que defendem programas xenófobos nas eleições presidenciais de 10 de abril, revela uma sondagem realizada pelo Ifop para o semanário católico La Vie, divulgada na edição digital desta quarta-feira, 23 de março.

A sondagem realizada entre 21 de fevereiro e 7 de março mostra que o atual Presidente, Emmanuel Macron, recolheria 28 por cento dos votos, seguido da única candidata católica praticante, Valérie Pécresse, que se reclama da direita tradicional (20%), do candidato xenófobo Éric Zemmour (19%) e de Marine Le Pen (15%). Os seis candidatos de esquerda somam 16% das preferências dos católicos praticantes, com destaque para Jean-Luc Mélenchon (6%).

Se o eleitorado católico francês vota tradicionalmente à direita – nas presidenciais de 2017 o candidato da direita tradicional, François Fillon, obteve 46 por cento dos votos entre estes eleitores, muito à frente de Macron (19%), de Marine Le Pen (15%) e de Melenchon (12%) –, agora parece mais sensível aos argumentos da extrema-direita, em detrimento do voto no centro-direita. Em França, os eleitores católicos praticantes representam oito por cento do eleitorado e nesta amostra metade iam à missa todos os domingos, enquanto a outra metade frequentava a eucaristia pelo menos uma vez por mês.

 

sobre as águas

sobre as águas novidade

Breve comentário do p. António Pedro Monteiro aos textos bíblicos lidos em comunidade, no Domingo XII do Tempo Comum B. ⁠Hospital de Santa Marta⁠, Lisboa, 22 de Junho de 2024.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Uma tarde para aprender a “estar neste mundo como num grande templo”

Na Casa de Oração Santa Rafaela Maria

Uma tarde para aprender a “estar neste mundo como num grande templo”

Estamos neste mundo, não há dúvida. Mas como nos relacionamos com ele? E qual o nosso papel nele? “Estou neste mundo como num grande templo”, disse Santa Rafaela Maria, fundadora das Escravas do Sagrado Coração de Jesus, em 1905. A frase continua a inspirar as religiosas da congregação e, neste ano em que assinalam o centenário da sua morte, “a mensagem não podia ser mais atual”, garante a irmã Irene Guia ao 7MARGENS. Por isso, foi escolhida para servir de mote a uma tarde de reflexão para a qual todos estão convidados. Será este sábado, às 15 horas, na Casa de Oração Santa Rafaela Maria, em Palmela, e as inscrições ainda estão abertas.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This