Encontro com James Martin no programa

Católicos LGBT abrem “centro arco-íris” durante a JMJ

| 19 Jul 2023

O centro permitirá o encontro entre pessoas e grupos da comunidade gay católica que estejam na JMJ. Foto © Sharon Mccutcheon / Unsplash

 

Por iniciativa de algumas pessoas da comunidade LGBT católica portuguesa a Casa da Cidadania do Lumiar vai transformar-se durante os dias da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) no Centro Arco-íris aberto a acolher e acompanhar os jovens LGBTQIA+ que se desloquem a Lisboa. Entre as várias iniciativas programadas, sobressai um encontro com o padre jesuíta James Martin no dia 2 de agosto, a partir das 18h30.

James Martin é uma figura destacada no que toca à pastoral de acolhimento das pessoas LGTB e autor de diversos livros sobre o tema, incluindo Construindo Uma Ponte, traduzido em português.

O seu trabalho com a comunidade gay e a sua reflexão sobres estes temas têm sido por várias vezes publicamente apoiados pelo Papa Francisco que o incluiu no conjunto de nomes que escolheu pessoalmente para participarem na assembleia do Sínodo dos Bispos de outubro próximo.

No comunicado enviado à redação do 7MARGENS, o grupo organizador acrescenta que o espaço será animado, logo a partir do princípio da tarde (15h00) de dia 1 de agosto por uma feira de apresentação de grupos e comunidades LGBTQIA+ católicas e iniciada a construção daquilo que apelidam de “Mural dos Afetos”.

O programa proposto pelo Centro Arco-íris contempla, além de outras iniciativas, a realização de uma celebração eucarística (dia 3 de agosto, às 15h00) no Convento de São Domingos – Rua João de Freitas Branco 12 (junto à estação de metro do Alto dos Moinhos), em Lisboa. Mais tarde (17h30) terá lugar no Centro Arco-íris – Largo das Conchas 1 (Quinta das Conchas, ao Lumiar) – uma conversa com o padre James Alison (outro nome incontornável no acompanhamento da comunidade gay). No mesmo local será projetado, no dia 4 de agosto (15h00 ), o filme Wonderfully Made, seguido de debate com o realizador e o produtor.

O Centro Arco-íris estará aberto todas as tardes (das 14h00 às 20h00) entre 1 e 4 de agosto para quem quiser visitá-lo, participar nas diversas atividades que ali terão lugar ou, simplesmente, encontrar-se com pessoas e grupos da comunidade gay católica que por ali vão passar.

Os organizadores sublinham que estas iniciativas nasceram da necessidade de afirmar a certeza e a confiança “de que todas as pessoas são chamadas a ‘levantar-se e a partir apressadamente’, grávidas de Luz, uma Luz que é a expressão da reunião de uma diversidade de cores” e que o Centro Arco-íris vai procurar “ser um lugar de celebração da afetividade e da identidade humanas, promovendo um local de encontro de portas abertas para todos”.

O endereço centroarcoirisjmj23@gmail.com está disponível para obter mais informação sobre o conjunto de atividades propostas e sobre o acolhimento previsto.

 

Por um mundo que acolha as pessoas refugiadas

Dia Mundial do Refugiado

Por um mundo que acolha as pessoas refugiadas novidade

Dia 20 de Junho é dia de homenagearmos todos aqueles e aquelas que, através do mundo, se veem obrigados e obrigadas a fugirem do seu lar, a suspenderem a vida e a interromperem os seus sonhos no lugar que é o seu. Este é o dia de homenagearmos a força e a coragem desses homens e mulheres – tantos jovens e crianças, meu Deus! – que arriscam a vida na procura de um lugar que os acolha.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Reunião do Conselho dos Cardeais com o Papa voltou a contar com três mulheres

Uma religiosa e duas leigas

Reunião do Conselho dos Cardeais com o Papa voltou a contar com três mulheres novidade

Pela quarta vez consecutiva, o papel das mulheres na Igreja voltou a estar no centro dos trabalhos do Papa e do seu Conselho de Cardeais – conhecido como C9 -, que se reuniu no Vaticano nos últimos dois dias, 17 e 18 de junho. Tratou-se de uma reflexão não apenas sobre as mulheres, mas com as mulheres, dado que – tal como nas reuniões anteriores – estiveram presentes três elementos femininos naquele que habitualmente era um encontro reservado aos prelados.

Liga Operária Católica apela aos trabalhadores que se sindicalizem

Reunida em Seminário Internacional

Liga Operária Católica apela aos trabalhadores que se sindicalizem novidade

“Precisamos que os sindicatos sejam mais fortes e tenham mais força nas negociações e apelamos a todos os os trabalhadores a unirem-se em volta das suas associações”. A afirmação é dos representantes da Liga Operária Católica/Movimento de Trabalhadores Cristãos (LOC/MTC), que estiveram reunidos no passado fim de semana no Museu da Central do Caldeirão, em Santarém, para o seu Seminário Internacional.

Escravatura e racismo: faces da mesma moeda

Escravatura e racismo: faces da mesma moeda novidade

Nos últimos tempos muito se tem falado e escrito sobre escravatura e racismo no nosso país. Temas que nos tocam e que fazem parte da nossa história os quais não podemos esconder. Não assumir esta dupla realidade, é esconder partes importantes da nossa identidade. Sim, praticámos a escravatura ao longo de muitos séculos, e continuamos a fechar os olhos a situações de exploração de pessoas imigradas, a lembrar tempos de servidão.[Texto de Florentino Beirão]

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This