Em Lisboa

Exposição de alunos evoca Aristides de Sousa Mendes

| 14 Jun 2022

Aristides de Sousa Mendes e visto concedido em 1940, foto Vatican News sem creditos

Aristides de Sousa Mendes e visto concedido em 1940. Foto © Vatican News.

 

Uma exposição preparada por alunos da escola Delfim Santos, de Lisboa, nas áreas de Português e Educação Visual, será inaugurada na manhã desta quarta-feira, 15, no Palácio Beau-Séjour (Estrada de Benfica, 368), na capital, pretendendo recordar a acção de Aristides de Sousa Mendes, que salvou milhares de judeus em fuga das perseguições nazis durante a Segunda Guerra Mundial e assinalando o dia da Consciência.

“Aristides de Sousa Mendes é uma figura inspiradora para muitos daqueles que, como nós, abraçam a causa dos direitos humanos”, justifica Clara Silva, secretária da direcção da ALEM (Associação Literatura, Literacia e Mediação), uma das entidades dinamizadoras do projecto.

O cônsul de Portugal em Bordéus, diz ainda esta responsável ao  7MARGENS, teve um gesto “profundamente consciente” de “ajudar todos quantos, face à ameaça nazi, queriam apenas salvar a vida” e isso não pode “ficar entre paredes”. Por isso, no âmbito da panteonização de Aristides de Sousa Mendes, esta iniciativa pretende dar a conhecer a acção de Aristides a um “cada vez maior número de portugueses”.

“Nada melhor, entendemos, do que começar pelos mais novos, os alunos das nossas escolas”, envolvidos não só pela ALEM, mas também pelo Agrupamento de Escolas das Laranjeiras, o Convento de São Domingos de Benfica, o Gabinete de Estudos Olissiponenses, a Fundação Aristides de Sousa Mendes e a família do cônsul.

O diplomata português pôs “em risco a sua carreira e a sobrevivência económica da família, não virou a cara e foi em frente”, diz Clara Silva. E a iniciativa da exposição, que ficará patente até 1 de Outubro, manifesta também essa convicção de que o seu “exemplo de nobreza de carácter, de solidariedade e de coragem” deve ser mais conhecido.

Além desta exposição, está prevista a celebração de uma missa na próxima sexta-feira, 17, às 10h30, no Convento de S. Domingos de Benfica (R. João de Freitas Branco, 12 – metro Alto dos Moinhos), e que será presidida pelo cardeal-patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente

No Palácio Beau-Séjour, a exposição poderá ser vista de segunda a sexta-feira, das 10h às 18h.

 

Polícia da moralidade encerrada no Irão

Protestos a produzir efeitos

Polícia da moralidade encerrada no Irão novidade

A ausência de polícia de moralidade nas ruas de Teerão e de outras grandes cidades iranianas nos últimos meses alimentaram a especulação que foi confirmada na noite de sábado pelo Procurador-Geral do Irão, Mohammad Jafar Montazeri, de que a polícia havia sido desmantelada por indicação “do próprio local onde foi estabelecida”.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

"Nada cristãs"

Ministro russo repudia declarações do Papa

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Serguei Lavrov, descreveu como “nada cristãs” as afirmações do Papa Francisco nas quais denunciou a “crueldade russa”, especialmente a dos chechenos, em relação aos ucranianos. Lavrov falava durante uma conferência de imprensa, esta quinta-feira, 1 de dezembro, e referia-se à entrevista que Francisco deu recentemente à revista America – The Jesuit Review.

Um Deus mergulhado na nossa humanidade

Um Deus mergulhado na nossa humanidade novidade

Diante de uma elite obcecada pelo ritualismo de pureza, da separação entre puros e impuros, esta genealogia revela-nos um Deus que não se inibe de operar no ordinário e profano, que não toma preferência alguma acerca daqueles que se assumem categoricamente como sendo corretos, puros de sangue ou mesmo como pertencentes a determinada etnia ou género.

feitos de terra

feitos de terra

Breve comentário do p. António Pedro Monteiro aos textos bíblicos lidos em comunidade, Domingo II do Advento A. Hospital de Santa Marta, Lisboa, 3 de Dezembro de 2022.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This