L'Osservatore di Strada

Um jornal do Vaticano para dar voz aos sem-abrigo

| 28 Jun 2022

L'Osservatore di Strada. Foto © Vatican Media.

L’Osservatore di Strada. Foto © Vatican Media.

 

São 12 páginas para fazer a diferença: o Vaticano vai lançar esta quinta-feira a primeira edição especial do seu jornal, L’Osservatore di Strada, em versão online e impressa, para dar voz a quem vive na rua, muitos deles junto à Praça de São Pedro.

A publicação, anunciada com periodicidade mensal, vai ser distribuída no primeiro domingo de cada mês, na Praça de São Pedro, por voluntários e por sem-abrigo alojados no Palácio Migliori, estrutura confiada pelo Dicastério para a Caridade à comunidade católica de Santo Egídio, em Roma.

O Osservatore di Strada, jornal concebido e produzido pela comunidade de trabalho do Dicastério para a Comunicação do Vaticano, “pretende dar voz àqueles que normalmente não são ouvidos, aos pobres, às pessoas feridas pela vida, aos excluídos”.

“Uma publicação para reconhecer e restaurar o direito de falar àqueles que a sociedade contemporânea trata como descartados, dando ênfase ao património de experiências, de saber e de valores dos quais eles são os guardiões”, indica uma nota divulgada pelo portal Vatican News, citada pela Agência Ecclesia.

O comunicado destaca que este quer ser um jornal feito “com” os pobres, dando espaço “àqueles que têm talento para escrever ou desenhar, ou simplesmente uma história para contar ou uma opinião para expressar”.

Com as tais 12 páginas, o jornal apresenta na sua primeira edição um artigo assinado por Mimmo, um sem-abrigo do centro histórico de Roma, e do escritor Daniele Mencarelli, sobre o tema da rua.

Esta não é a primeira vez que o Vaticano dedica uma especial atenção aos sem-abrigo que vivem nas arcadas de edifícios em redor da Praça de São Pedro e da cidade de Roma. Em fevereiro de 2015, Francisco resolveu instalar duches nas colunatas vaticanas para que os sem-teto romanos pudessem tomar banho, juntando-lhes uma barbearia e uma enfermaria para cuidados básicos de higiene e saúde.

 

 

Representante dos sobreviventes de Nagasaki solidário com a Ucrânia

Nos 77 anos do ataque atómico

Representante dos sobreviventes de Nagasaki solidário com a Ucrânia novidade

“Apelo a todos os membros” do Parlamento japonês, “bem como aos membros dos conselhos municipais e provinciais” para que se “encontrem com os hibakusha (sobreviventes da bomba atómica), ouçam como eles sofreram, aprendam a verdade sobre o bombardeio atómico e transmitam o que aprenderem ao mundo”, escreve, numa carta lida nas cerimónias dos 77 anos do ataque atómico sobre Nagasaki, por um dos seus sobreviventes, Takashi Miyata.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Evento "importantíssimo" para o país

Governo assume despesas da JMJ que Moedas recusou

A ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares, Ana Catarina Mendes, chegou a acordo com o presidente da Câmara de Lisboa sobre as Jornadas Mundiais da Juventude, comprometendo-se a – tal como exigia agora Carlos Moedas – assumir mais despesa do evento do que aquela que estava inicialmente prevista, noticiou o Expresso esta quarta-feira, 3.

Multiplicar o número de leitores do 7MARGENS

Em 15 dias, 90 novos assinantes

Durante o mês de julho o 7MARGENS registou 90 novos leitores-assinantes, em resultado do nosso apelo para que cada leitor trouxesse outro assinante. Deste modo, a Newsletter diária passou a ser enviada a 2.863 pessoas. Estamos ainda muto longe de duplicar o número de assinantes e chegar aos 5.000, pelo que mantemos o apelo feito a 18 de julho: que cada leitor consiga trazer outro.

Parceria com Global Tree

JMJ promove plantação de árvores

A Fundação Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023 e a Global Tree Initiative estabeleceram uma parceria com o objectivo de levar os participantes e responsáveis da organização da jornada a plantar árvores. A iniciativa pretende ser uma forma de assinalar o Dia Mundial da Conservação da Natureza, que se assinala nesta quinta-feira, 28 de julho.

Padres de Lisboa saem em defesa do patriarca

Abusos sexuais

Padres de Lisboa saem em defesa do patriarca

O Secretariado Permanente do Conselho Presbiteral do Patriarcado de Lisboa saiu em defesa do cardeal patriarca, D. Manuel Clemente, numa nota publicada esta terça-feira à noite no site da diocese. Nas últimas semanas, Clemente tem sido acusado de não ter dado seguimento a queixas que lhe foram transmitidas de abusos sexuais.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This