A monja de 95 anos que lançou uma campanha para acabar com as mitras dos bispos

| 18 Mai 2020

A monja de 95 anos que lançou uma campanha para acabar com as mitras dos bispos

| 18 Mai 20

A irmã Mercedes Loring, 95 anos, monja espanhola das irmãs da Assunção, lançou uma campanha para pedir ao Papa que acabe com as mitras dos bispos, justificando: “Não imagino que Jesus tivesse estas pretensões. Os seus representantes devem dar testemunho de simplicidade e o solidéu já é suficiente.”

A campanha foi assumida pelo portal Religión Digital que, em poucos dias, recebeu centenas de adesões à ideia, como conta aquele jornal digital espanhol, de todos os cantos do mundo e com mensagens de todo o género e condição. “Absolutamente todas contra as mitras dos bispos”, asseguram os editores do jornal.

O RD acrescenta que, nas mensagens, muitas pessoas recordam a imagem do bispo Pedro Casaldáliga, de origem catalã, mas que vive há largas décadas no Brasil. Em 1971, o agora bispo emérito tomou posse da diocese de São Félix do Araguaia, com um chapéu de palha no lugar da mitra, um remo de um barco como báculo e um anel de tucum.

Mercedes Loring, acrescenta o RD, passou grande parte da sua vida nos bairros mais pobres de Guayaquil (sudoeste do Equador, na costa do Pacífico), Barcelona ou Madrid. A própria apresenta-se também como sendo irmã de dois padres jesuítas, Jaime e Jorge, que já morreram.

[related_posts_by_tax format=”thumbnails” image_size=”medium” posts_per_page=”3″ title=”Artigos relacionados” exclude_terms=”49,193,194″]

“E tu, falas com Jesus?”

“E tu, falas com Jesus?” novidade

Em matéria de teologia, tendo a sentir-me mais próxima do meu neto X, 6 anos, do que da minha neta F, de 4. Ambos vivem com os pais e uma irmã mais nova em Londres. Conto dois episódios, para perceberem onde quero chegar. Um dia, à hora de deitar, o X contou à mãe que estava “desapontado” com o seu dia. Porquê? Porque não encontrara o cromo do Viktor Gyokeres, jogador do Sporting, um dos seus ídolos do futebol; procurou por todo o lado, desaparecera. Até pedira “a Jesus” para o cromo aparecer, mas não resultou. [Texto de Ana Nunes de Almeida]

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Fundadora da Comunidade Loyola castigada pelo Vaticano é ministra da comunhão em Braga

Decreto de extinção a marcar passo?

Fundadora da Comunidade Loyola castigada pelo Vaticano é ministra da comunhão em Braga novidade

A pouco mais de três meses de se completar um ano, prazo dado pelo Vaticano para extinguir a Comunidade Loyola, um instituto de religiosas fundado por Ivanka Hosta e pelo padre Marko Rupnik, aparentemente tudo continua como no início, com as casas a funcionar normalmente. No caso da comunidade de Braga, para onde Ivanka foi ‘desterrada’ em meados de 2023, por abusos de poder e espirituais, a “irmã” tem mesmo estado a desenvolver trabalho numa paróquia urbana, incluindo como ministra extraordinária da comunhão, com a aparente cobertura da diocese.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This