António Moncada Sousa Mendes

“Só posso agir como cristão, como me dita a consciência”

Na manhã desta terça-feira, 19, Aristides de Sousa Mendes, cônsul de Portugal em Bordéus (sudoeste de França) em 1940, que salvou mais de 30 mil vidas, incluindo muitos judeus que fugiam à perseguição nazi, será homenageado com o descerramento de uma placa no Panteão Nacional. Desta forma, o homem que desobedeceu às ordens de Salazar e que por...

Pin It on Pinterest