Fernando Sousa

Diários de quarentena (34): O infinito na palma da mão, numa ruína em Sintra

Diários de quarentena (34): O infinito na palma da mão, numa ruína em Sintra   As voltinhas que tenho dado à roda de casa para não dar em doido, essas morrerão por si. Sem história. Das que dei nestes dias de quarentena por carreiros de cabras até perder o sol de vista ficará a visita a São Romão – nome de ruínas de um velhíssimo ermitério...

Coronavírus: “Como fica a África?”

Coronavírus: “Como fica a África?”   Instituições africanas de diversos sectores e capacidades juntaram-se à luta do mundo contra a covid-19. Não são para já muitas, mas estão na linha da frente na busca de fármacos ou combinações de fármacos capazes de pelo menos travar a pandemia. Mas, e depois? “Como fica a África?” – pergunta o bispo de...

América Latina: Fome de democracia

Os povos não andam só revoltados por terem pouco, ou nada, do que precisam; andam também zangados por não serem ouvidos ou considerados, por sofrerem de uma “anemia de afectos”, por não terem realmente democracia. ​   De repente uma mão cheia de países da América Latina entrou em convulsão. Multidões saíram para a rua nuns casos contra o...

Apesar de tudo, nascemos hoje mais iguais do que em 1948

O mundo das últimas sete décadas causa realmente arrepios. Mas como seria ele sem a declaração de 1948? Homens e mulheres não nasceriam hoje menos iguais em dignidade e direitos? No dia em que se assinalam os 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, RELIGIONLINE evoca a “constituição das constituições” e, numa série de pequenos...

Um direito esquecido: a busca da felicidade

Faltam direitos à Declaração Universal dos Direitos Humanos? Faltam. Um deles é o de buscar a felicidade: não o direito à felicidade mas o de a demandar, sem espartilhos nem obstáculos. A ideia apareceu pela primeira vez na Declaração de Direitos do Bom Povo de Virgínia, “pursuit of happiness”, de 1776, no quadro da luta dos norte-americanos pela...