Chiara Lubich, fundadora dos Focolares, evocada “entre o passado e o futuro”

| 13 Mar 2021

Chiara Lubich, fundadora do Movimento dos Focolares. Foto: Direitos reservados

 

Entre o Passado e o Futuro é o título da iniciativa que decorre neste domingo, 14 de Março, através do canal YouTube, e que evocará Chiara Lubich, fundadora do Movimento dos Focolares, no momento em que se assinalam os 13 anos da sua morte, a 14 de Março de 2008.

A iniciativa será transmitida a partir das 18 horas, através do canal YouYube dos Focolares, segundo informação do movimento. Vários membros dos Focolares, oriundos dos cinco continentes, falarão sobre o carisma da fundadora. Em alguns casos, haverá expressões artísticas que pretendem também traduzir a actualidade do carisma de Chiara Lubich, que fundou o movimento e construiu a sua vida ao ideal de um mundo unido.

Nascida Silvia Lubich, em Trento, a 22 de janeiro de 1920, Chiara fundou os Focolares no final da II Guerra Mundial, com mais um grupo de amigas, com a ideia de procurar a unidade entre os povos e a fraternidade universal. Dedicou-se em especial ao diálogo ecuménico, inter-religioso e inter-cutlural. Andrea Riccardi, fundador da Comunidade de Santo Egídio, definiu-a como uma personalidade “que marcou, com o seu carisma, a História nos mais variados âmbitos, da mística ao empenho social, passando pela política, economia, educação e arte”.

 

Pena de morte volta a matar em 2021

Relatório da Amnistia Internacional

Pena de morte volta a matar em 2021 novidade

Em 2021 a Amnistia Internacional (AI) confirmou 579 execuções de pessoas condenadas à morte pelo sistema judicial de 18 países. De acordo com a documentação da AI enviada ao 7MARGENS no dia 23 de maio, aquele número representa um crescimento de 20 por cento em relação ao registado no ano anterior. Contudo, graças à pandemia, em 2021 o número de execuções certificadas continua baixo, sendo o segundo menor desde 2010.

Comunicar, o verbo que urge conjugar

[A Igreja e os Média] – 3

Comunicar, o verbo que urge conjugar novidade

É urgente (sim, é esta a palavra certa) que a Igreja – a sua hierarquia, os seus múltiplos departamentos – entenda que, para manter a sua respeitabilidade não pode furtar-se ao escrutínio da comunicação social, não pode fechar-se na sua concha. Tem de comunicar, comunicar com todos, esclarecer sempre que questionada, com a rapidez e a linguagem dos tempos que correm.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Igreja no apoio às vítimas das cheias

Bangladesh e Índia

Igreja no apoio às vítimas das cheias novidade

Os católicos indianos juntaram-se aos esforços de socorro e resgate organizados por ONG e agências governamentais, na sequência daquilo que os especialistas já consideram ser as piores cheias dos últimos 20 anos, já que o número de mortos pelas inundações em Assam chegou a 24 no estado do nordeste.

Uma renovação a precisar de novos impulsos

Uma renovação a precisar de novos impulsos novidade

  A experiência que fizemos no Concílio Vaticano II constitui o rosto dos documentos tão ricos que ficam como acervo da sua memória, dizia frequentemente o bispo de Aveiro, D. Manuel de Almeida Trindade. Eu era seu colaborador pastoral. E pude verificar como...

Agenda

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This