Subordinadas ao tema da oração

Pela primeira vez, Francisco é o autor das meditações da via-sacra no Coliseu

| 27 Mar 2024

O Papa Francisco na Via Sacra do Coliseu, em 2018. Foto © Vatican Media

O Papa Francisco na via-sacra do Coliseu, em 2018. Foto © Vatican Media

 

A tarefa já esteve entregue a reclusos, migrantes, famílias inteiras, jovens, missionários, ou bispos, mas desta vez as meditações da tradicional via-sacra no Coliseu, que se realiza na noite de Sexta-feira Santa, são escritas pelo próprio Papa Francisco. “Em oração com Jesus no caminho da Cruz” foi o tema escolhido para as reflexões que acompanharão as catorze estações que recordam o percurso de Jesus até ao Calvário, anunciou a Sala de Imprensa da Santa Sé.

Os textos do Papa, que serão divulgados na manhã de sexta-feira, terão um carácter “profundamente meditativo”, sublinha o Vaticano, e sempre “com Jesus no centro”, já que “é Ele quem faz o caminho da Cruz e nós percorremo-lo com Ele. Tudo está muito centrado no que Jesus vive naquele momento e é claro que se amplia o tema do sofrimento…”.

A escolha do tema está diretamente ligada ao Ano da Oração que o Papa convocou como preparação para o Jubileu, um evento que, como Francisco assinalou, tem acima de tudo um carácter espiritual.

Em 1985, o Papa João Paulo II iniciou a tradição de delegar a redação das reflexões da via-sacra de Sexta-feira Santa a diferentes personalidades e grupos. Mas também ele interrompeu este costume ao escrever as suas próprias reflexões para o “Grande Jubileu”, ou Ano Santo de 2000.

Apesar dos recentes sintomas gripais de Francisco e da diminuição das temperaturas em Roma, mantém-se a previsão da presença do Papa no Coliseu esta sexta-feira, pelas 21h15 (menos uma hora em Lisboa), para acompanhar a via-sacra, que terá transmissão em direto na RTP2 e na Canção Nova, bem como nas redes sociais do Vaticano.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Cruz Vermelha quer levar ajuda urgente às vítimas das cheias no Brasil

Apelo internacional

Cruz Vermelha quer levar ajuda urgente às vítimas das cheias no Brasil novidade

Com o objetivo de “aumentar a assistência humanitária às comunidades afetadas pelas devastadoras inundações no Rio Grande do Sul, no Brasil”, a Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho (FICV) lançou um “apelo de emergência de cerca de oito milhões de euros”, anunciou a Cruz Vermelha Portuguesa (CVP), na última quarta-feira, 22 de maio.

A Dignidade da pessoa humana como prioridade

A Dignidade da pessoa humana como prioridade novidade

Na semana depois de Pentecostes é oportuno recordar a publicação da declaração Dignitas Infinita sobre a Dignidade Humana, elaborada durante cinco anos e divulgada pelo Dicastério para a Doutrina da Fé, pondo a tónica na dimensão universal, filosófica e antropológica, do respeito pela pessoa humana enquanto fator de salvaguarda dos direitos humanos, do primado da justiça e do reconhecimento de que todos os seres humanos como livres e iguais em dignidade e direitos.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This