135 mil assinaturas vieram de Portugal

Sobreviventes de abusos sexuais de menores entregam petição em Bruxelas

| 9 Dez 2023

Abusos sexuais, Coração Silenciado, Parlamento Europeu

541.401 assinaturas, entre as quais 135 mil de Portugal, pedindo regulamentação contra o abuso de crianças na internet. Foto: Direitos reservados

 

Sobreviventes de abusos sexuais de menores entregaram na passada quarta-feira, dia 6, no Parlamento Europeu uma petição com mais de meio milhão de assinaturas a pedir maior controlo sobre os conteúdos que circulam na Internet. A negociação sobre o novo regulamento das plataformas digitais foi difícil, e o acordo não está ainda definido, avança a SIC Notícias.

António Grosso, da associação Coração Silenciado, que denuncia casos de abusos sexuais na Igreja Católica em Portugal, foi um dos sobreviventes que foi a Bruxelas dar a cara. Aos jornalistas lá presentes, considerou que “entregar uma petição com mais de meio milhão de assinaturas não é frequente”. “É um número suficiente para impactar os deputados europeus, para os abanar e dizer «isto é caso sério, têm de legislar sobre isto e rapidamente».

No testemunho que deixou perante os deputados europeus, António Grosso referiu que foi vítima de abusos sexuais na Igreja e que “a internet traz novos riscos para as crianças e torna-as mais expostas e vulneráveis a abusadores. Por isso, pedimos à União Europeia uma legislação mais forte para prevenir esses riscos”, acrescentando ainda que, na sua opinião, não everia haver período de prescrição para um crime desta natureza. Ao 7MARGENS, adiantou que “a audiência com os eurodeputados correu muito bem e eles manifestaram-se muito receptivos à proposta da petição”.

Foram recolhidas 541401 assinaturas, das quais 135 mil originárias de Portugal, nesta petição que foi levada até Bruxelas. As organizações puderam ainda participar e partilhar testemunhos com os deputados europeus. “As crianças não falam sobre isto, mas quando ouvimos os adultos a falar sobre isto com tanta coragem, somos obrigados a ouvi-los”, confessou Ylva Johansson, Comissária Europeia dos Assuntos Internos, em declarações reproduzidas pela RTP.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Irritações e sol na cara

Irritações e sol na cara novidade

“Todos os dias têm muito para correr mal, sim. Mas pode-se passar pela vida irritado? Apitos e palavras desagradáveis, respirações impacientes, sempre com o “não posso mais” na boca.” – A crónica de Inês Patrício, a partir de Berlim

A cor do racismo

A cor do racismo novidade

O que espero de todos é que nos tornemos cada vez mais gente de bem. O que espero dos que tolamente se afirmam como “portugueses de bem” é que se deem conta do ridículo e da pobreza de espírito que ostentam. E que não se armem em cristãos, porque o Cristianismo está nas antípodas das ideias perigosas que propõem.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This