Luísa Lopes dos Santos

Em Samos, com refugiados (5) – A lavandaria, que não explica nada, mas explica todas as esperas

Após pouco mais de um mês em Samos, Luísa Lopes dos Santos confessa não ter aprendido como explicar a uma mulher que só pode lavar a sua roupa daí a quatro meses ou como explicar a uma criança que só pode comer meia banana porque, senão, não há para todos. Pelo contrário, a lavandaria é um sinal de como os refugiados aprendem, no campo de Samos,...

Em Samos, com refugiados (1) – O campo, sítio onde chove e dói

Luísa Lopes dos Santos, licenciada em Medicina, está desde 20 de novembro em Samos, uma das várias ilhas gregas onde há um campo de refugiados. Voluntária da Samos Volunteers, escreveu ao longo destas semanas alguns textos em jeito de diário, que aceitou partilhar com os leitores do 7MARGENS. É essa publicação que hoje iniciamos, com um texto...