CNE reúne em livro 24 intervenções

Identidade pessoal, afetividade e sexualidade em debate a 16 de novembro na UCP

| 9 Nov 2023

livro Lugares da Afetividade e da Sexualidade na Configuração da Identidade Pessoal

No debate da próxima quinta-feira, intervêm o padre José Frazão, SJ, Susana Costa Ramalho, e o padre Luís Marinho, cabendo a moderação a Jorge Wemans.

 

Contribuir para iluminar “a zona de sombra” em que as questões da afetividade e da sexualidade são deixadas nos meios católicos é o objetivo do debate que terá lugar na próxima quinta-feira, dia 16 de novembro, na Universidade Católica Portuguesa, em Lisboa, por ocasião do lançamento do livro “Lugares da Afetividade e da Sexualidade na Configuração da Identidade Pessoal”.

O livro reúne textos de 24 autores escutados pelos dirigentes do Corpo Nacional de Escutas (CNE) ao longo do projeto Entre Linhas, desenvolvido entre 2020 e 2023, para “aprofundar, na complementaridade das diversas dimensões constitutivas da condição humana, uma reflexão cristã acerca da afetividade e da sexualidade no programa educativo do Corpo Nacional de Escutas” [ver 7MARGENS].

Como explicou ao 7MARGENS o padre Luís Marinho, coordenador daquele projeto: “Reconhecemos as dificuldades dos educadores para trazerem à luz estas dimensões que, no entanto, fazem parte da construção de um projeto de vida feliz das crianças e jovens que acompanhamos”. Parte dessas dificuldades têm origem no facto dos educadores do CNE serem católicos e, por isso, “serem levados a pensar que já está tudo dito pelo ensino oficial da Igreja nesta matéria”.

Ora, “os desafios que a vivência da afetividade e da sexualidade levantam nos dias de hoje” exigem, como propõe o documento final da assembleia-geral do sínodo dos bispos realizada este outubro, “que se promovam iniciativas que permitam um discernimento partilhado sobre questões doutrinais, pastorais e éticas que são controversas, à luz da Palavra de Deus, do ensinamento da Igreja, da reflexão teológica e valorizando a experiência sinodal”.

Antes mesmo de se ter iniciado a dinâmica de preparação do sínodo sobre a sinodalidade, já o CNE se apercebera da necessidade de aprofundar estes temas, decisão que constituiu “um processo muito desafiador”, relembra o padre Luís Marinho, pois os membros da equipa que coordenou o projeto “partiram de posições muito diferentes” e “cresceram ao longo do processo”, para chegar a um documento que, “tendo caráter orientador”, não pretende encerrar a reflexão, mas antes “estimular a escuta, reafirmando que cada pessoa deve ser acolhida e respeitada na sua dignidade, independentemente da própria orientação sexual”.

No debate da próxima quinta-feira, intervêm o padre José Frazão, SJ, Susana Costa Ramalho, coordenadora do Instituto de Ciências da Família da Universidade Católica Portuguesa, e o próprio padre Luís Marinho, cabendo a moderação a Jorge Wemans, editor do 7MARGENS.

Na Brotéria, revista que dirige, o padre José Frazão “tem apresentado reflexão teológica de grande valor e de clareza de linguagem sobre alguns destes temas, nomeadamente sobre a homossexualidade”, enquanto Susana Costa Ramalho trará à conversa “a reflexão de como na academia, sobretudo na área das ciências humanas, estes temas são tratados”.

A apresentação tem lugar no dia 16 de novembro, a partir das 18h30, na livraria da Universidade Católica Portuguesa, localizada no piso 0 do Edifício da Biblioteca Universitária João Paulo II, em Lisboa.

 

Lugares da Afetividade e da Sexualidade na Configuração da Identidade Pessoal – Américo Pereira, coordenador; Universidade Católica Editora – novembro 2023; 296 pág. PVP: €19,90

 

Judeus da Europa “mais angustiados que nunca” face ao aumento do antissemitismo

Estudo revela

Judeus da Europa “mais angustiados que nunca” face ao aumento do antissemitismo novidade

O mais recente relatório da Agência da União Europeia para os Direitos Fundamentais (FRA) não deixa margem para dúvidas: o antissemitismo cresceu nos últimos cinco anos e disparou para níveis sem precedentes desde o passado mês de outubro, o que faz com que os judeus a residir na Europa temam pela sua segurança e se sintam muitas vezes obrigados a esconder a sua identidade judaica.

Fundadora da Comunidade Loyola castigada pelo Vaticano é ministra da comunhão em Braga

Decreto de extinção a marcar passo?

Fundadora da Comunidade Loyola castigada pelo Vaticano é ministra da comunhão em Braga novidade

A pouco mais de três meses de se completar um ano, prazo dado pelo Vaticano para extinguir a Comunidade Loyola, um instituto de religiosas fundado por Ivanka Hosta e pelo padre Marko Rupnik, aparentemente tudo continua como no início, com as casas a funcionar normalmente. No caso da comunidade de Braga, para onde Ivanka foi ‘desterrada’ em meados de 2023, por abusos de poder e espirituais, a “irmã” tem mesmo estado a desenvolver trabalho numa paróquia urbana, incluindo como ministra extraordinária da comunhão, com a aparente cobertura da diocese.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Sobreviventes de abusos acusam bispos de os “revitimizar” no processo de compensações financeiras

Contra a obrigação de repetir denúncias

Sobreviventes de abusos acusam bispos de os “revitimizar” no processo de compensações financeiras novidade

Vários sobreviventes de abusos sexuais no seio da Igreja Católica expressaram, junto da presidência da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), o seu descontentamento quanto ao “método a utilizar para realizar as compensações financeiras”, dado que este obriga todas as vítimas que pretendam obtê-las a repetirem a denúncia que já haviam feito anteriormente.

Cuidar do outro com humanidade

Cuidar do outro com humanidade novidade

A geração nascida em meados do século passado foi ensinada a respeitar os mais velhos, a escutá-los e seguir os seus ensinamentos, dada a sua condição de anciãos e, por tal, sabedores daquilo que é melhor para a família, para cada comunidade e para a sociedade em geral. Era assim que se preparavam as novas gerações para aprenderem a respeitar o outro, os seus pais, irmãos e avós, cuidando deles e uns dos outros, desde a nascença até à morte. [Texto de Caseiro Marques]

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This