Luísa Ribeiro Ferreira

Uma nova normalidade

Nas margens da filosofia (XXVI) Nestes tempos de confinamento somos em grande parte privados da convivência social. Mas a convivência com outro tipo de amigos não foi, felizmente, afectada – estão neste caso os escritores e os filósofos. Embora sempre fizessem parte integrante das nossas vidas, a sua presença intensificou-se nestes meses,...

O meio é a massagem

Nas margens da filosofia (XXV)   Na minha crónica anterior, citei o filósofo canadiano Marshal Mc Luhan, lembrando a afirmação the medium is the message (“o meio é a mensagem”), por ele usada em Understanding Media.[1] Editado em 1964, o livro foi um sucesso. Três anos mais tarde, associando-se ao desenhador Quentin Fiore, Mc Luhan...

Breves provocações para o recomeço das aulas

Nas margens da filosofia (XXIV)   A pandemia que temos vivido obriga-nos a um novo olhar sobre muitos hábitos que tínhamos como adquiridos. Um deles é o conjunto de actividades que acompanham o recomeço das aulas, envolvendo professores, alunos e pais na azáfama comum de planificar um novo ano lectivo. O que nos leva a revisitar a temática do que...

Que filosofia pretendemos ensinar aos adolescentes?

Que filosofia pretendemos ensinar aos adolescentes? Nas margens da filosofia (XXIII) Ao longo da minha carreira docente, a filosofia e o seu ensino ocuparam um lugar central. Nos primeiros tempos, dei aulas em diferentes liceus e integrei a equipa que elaborou os novos programas pós 25 de Abril de 1974. Durante alguns anos orientei estágios e...

Um tempo suspenso. Um espaço confinado

Um tempo suspenso. Um espaço confinado Nas margens da filosofia (XXII)   Ao falarmos de tempo e de espaço imediatamente nos lembramos dos muitos filósofos que escreveram sobre esta temática. De facto, dos pitagóricos aos nossos dias, o espaço, o tempo e as relações que entre si estabelecem, têm dado azo à produção de textos que se tornaram...