Manuel Mendes

O peso de uma aliança

  Em tempo de Páscoa e nestes dias ainda violentos da guerra na Ucrânia, quando tantas mulheres tiveram de fugir com os filhos, deixando os seus maridos, foi uma verdadeira graça ver o filme Colmeia, da realizadora kosovar Bertha Basholli. Também por esses dias, coincidência interessante, tinha lido um artigo da teóloga espanhola Cristina...

O poder de sarar das palavras

  “‘Este filme, cuja beleza formal reflete a beleza dos sentimentos que exprime, tocou-nos, porque oferece uma reflexão poética sobre o remorso e a dificuldade em perdoar-se’, explica a crítica Mariangeles Almacellas (La Croix), membro do júri (ecuménico), acrescentando que ‘as duas personagens (ao longo do filme) aprendem a procurar o...

“Qual é a diferença entre mentir e não dizer a verdade?”

  Confesso que foi por causa da pergunta que serve de título a este texto — lida numa breve crítica (Francisco Ferreira, E, revista do Expresso de 25 de Fevereiro) — que fui ver este filme do realizador iraniano Asghar Farhadi. E não fiquei desiludido, bem pelo contrário. Um Herói é um muito intrincado enredo à volta de umas moedas de ouro...

217 minutos de espanto, comoção e nostalgia

  “Eu, disse o principezinho para consigo (na conversa com o comerciante de pílulas aperfeiçoadas para acalmar a sede), se tivesse cinquenta e três minutos para gastar, o que fazia era dirigir-me devagarinho para uma fonte…” Pois bem, quem tiver duzentos e dezassete minutos para gastar – se ainda for a tempo, que este tipo de filmes passa...

Uma viagem tão longa e ficamos sem ver os petróglifos

  No princípio, temos uma mulher finlandesa, Laura, arqueóloga. Estamos em Moscovo. Há uma festa na casa, mas ela parece desconfortável. Os cinéfilos sublinham logo a cena inicial, a sua saída da casa de banho, envergonhada, porque quem bateu à porta vai entrar e cheirar ainda o odor que ela deixou. Não é agradável. Depois, ficamos a saber...

Pin It on Pinterest