Maria Eugénia Abrunhosa

“Demónios”, de Dostoiévski: Polifonia de vozes e caracteres

“As raízes da cultura estão naquelas obras chamadas clássicas, obras cuja mensagem se não esgotou e permanecem fontes vivas do progresso humano.” Fiódor Dostoiévski, Demónios, Editorial Presença  “O verdadeiro profeta do século XIX foi Dostoiévski, não Karl Marx.” (Albert Camus)   Comemoraram-se em 2021 os duzentos anos do nascimento de...

Maria, mãe de Jesus e do seu movimento – um outro olhar

  James D. Tabor: professor e historiador das religiões; dirige o departamento de estudos religiosos da Universidade da Carolina do Norte; ensina o judaísmo antigo e os inícios do cristianismo. Investigou continuamente, durante 20 anos – foi 77 vezes à Terra Santa – desde o coração da antiga Jerusalém, no Monte Sião, até às margens do Mar...

Eça de Queirós (1845-1900)

“É flagrante em Eça… que jamais se verifiquem nos seus livros relações normais e vividas entre pais e filhos.” (Vergílio Ferreira, Espaço Invisível)     José Maria Eça de Queirós nasceu na Póvoa do Varzim, em casa de uma tia-avó materna. Teve uma infância e adolescência problemáticas. Filho natural do desembargador José Maria Teixeira...

Thich Nhat Hanh: Buda e Jesus são irmãos

  Regressei ao cristianismo. Mas fui budista zen cerca de quinze anos, integrada na orientação budista zen do mestre japonês Taisen Deshimaru (Associação Zen Internacional); tendo como mestre um dos seus discípulos, Raphael Doko Triet. Gostaria de lhe prestar aqui a minha homenagem pois aprendi muito com ele, ligando-nos ainda – embora à...

Um livro de Anselmo Borges para pensar

“O mito da Europa é débil. O mito da globalização feliz está em zero. O mito da euforia do trans-humanismo só está presente entre os tecnocratas. Encontramo-nos num vazio histórico cheio de incertezas e de angústias. Só um projecto de via salvífica poderia ressuscitar uma esperança que não seja ilusão.” (Edgar Morin, in Le Monde, 2017)   O...

Pin It on Pinterest