Cantamos à mesa

A pedra está poisada sobre si mesma No tempo da indigência não pedirás outra abundância Nenhum outro verso ou casa Nenhuma outra firmeza A semente rebenta ao peso da terra A voz das cigarras ao peso do calor Uma pedra pesa sobre a pedra As mãos unidas não têm força...

A zona do medo e do ódio

  ‘Uma dessas aprendizagens foi a acalmar-se, perante os ímpetos que lhe vinham de intervir em situações de injustiça e de querer mudar o mundo. “Calma!”, repetiam-lhe os indígenas da Amazónia, por exemplo. “O que demorou muito tempo a formar-se não vai ser...

A arte e a fé não podem deixar as coisas como estão

  Segundo Martin Scorsese, hoje há filmes que funcionam como parques temáticos, um compósito de aventuras imparáveis. Começam a disseminar-se também as chamadas experiências imersivas, em que o filme é acompanhado por movimentos de cadeira e os espectadores podem...

Os pobres, os jovens, a sexualidade e a morte (anunciada?)

  Nunca me tinha ocorrido que a morte pudesse ser algo difícil de perceber. Noutros tempos sim, talvez fosse difícil ter uma certeza segura da transição de um corpo da vida para a morte, mas no século XXI? No entanto, um artigo que li há dias falava de corpos com...

Guerra é nome de gente

  A guerra é conteúdo digital, enquadrado por música, tipos de letra, efeitos surpreendentes, segundo os requisitos de cada rede social. O mês de outubro de 2023 trouxe-nos sociedade tecnocrática e tecno-dependente, uma reafirmação identitária. Foi o outono das...

Pin It on Pinterest